Vitamina B7

 

A Vitamina B7 faz parte do complexo B, e muito conhecida por sua importância para o bom funcionamento de todo o sistema nervoso. Se buscarmos mais informações à respeito das vitaminas que compõe esse grupo, é possível identificar que cada um deles possuem os mais variados benefícios, mas que todos eles sejam importantes para que a saúde esteja em dia. 

 

De forma específica, todas essas vitaminas são moléculas especializadas e responsáveis por manter justamente esse bom funcionamento do organismo. Elas também são divididas em várias composições, geralmente representadas por letras, como vitamina A, vitamina C, Vitamina D que são algumas das mais conhecidas. Porém, as vitaminas do complexo B, possuem, além das letras, números como a vitamina B1, B2 e B3.

 

Mas a Vitamina B7 é uma das vitaminas essenciais para o nosso organismo e deve estar presente na nossa dieta diária. Com isso, as pessoas cada vez mais tem inserido quantidades de vitaminas nos cardápios diários, com o objetivo de usufruir todos os benefícios que elas fornecem, de forma natural e segura. Por meio de alimentos, frutas ou suplementações, muitos procuram pelos benefícios da vitamina B7 que será o assunto deste artigo.

 

O que é Vitamina B7?

A vitamina B7, ou bastante conhecida também como biotina ou ainda Vitamina H, é uma das vitaminas hidrossolúveis do complexo B. Como já mencionamos mais acima, essa é uma vitamina bastante essencial a todos os organismos, pelo corpo não produzir por conta própria, é necessário uma ingestão adequada da Vitamina B7 no organismo, e somente algumas estirpes de bactérias, leveduras, fungos, algas e algumas específicas espécies de plantas podem sintetizar essa vitamina.

 

Geralmente, as vitaminas são divididas entre duas categorias. Lipossolúveis e Hidrossolúveis. No caso da Vitamina B7, é uma hidrossolúvel, o que significa e que pode se dissolver em meios polares, como a água. Algumas outras vitaminas, como a C e todas as vitaminas pertencentes ao complexo B, como a vitamina B7, são vitaminas capazes de dissolver-se em água.

 

Como pertencente do grupo de vitaminas B, a Biotina está envolvida como a metabolização de macromoléculas, como lipídeos, carboidratos e proteínas. Sendo assim, ela pode agir como uma promovedora de reações de catalise no organismo, facilitando a absorção de nutrientes e adquirindo maior aproveitamento para esse processo.

 

Qual a função da Vitamina B7?

Como uma vitamina, a Vitamina B7 tem a importante função de regular os serviços gerais do corpo que envolvem procedimentos metabólicos. Assim, como pertencente ao complexo B, seus papéis estão intimamente relacionados com a quebra de ligações de polissacarídeos, transformando em moléculas menores e mais simples de absorver.

 

E todo esse processo funciona da seguinte forma: Existem polissacarídeos que são chamados de amido, esses amidos, são a soma de duas glicoses ou mais. A suplementação Vitamina B7 auxilia na quebra de amido, gerando duas glicoses. Essas duas glicoses são novamente divididas em ácidos graxos menores do que sua estrutura molecular original. Assim, a superfície de contato das moléculas quebradas é mais visível e vulnerável a absorção, o que permite maior quantidade de nutrientes para o corpo.

 

Essa vitamina funciona também como um importante cofator, tão necessário para o desempenho da função enzimáticas na atividade biológica. Como forma de propiciar maior energia a todos os organismos vivos, assim a Vitamina B7 desenvolve um papel muito importante não só para o metabolismo dos hidratos de carbono, mas também para os lípidos e aminoácidos. Além disso, o consumo da Vitamina B7 contribui para que exista um bom funcionamento do sistema nervoso, e de diversas necessidades de melhorias na pele e mucosas.

 

Para que serve a Vitamina B7?

Uma das principais características e motivos pelo qual a Vitamina B7 é mais procurada certamente é fato de ser uma vitamina excelente para a saúde e fortalecimento de unhas e cabelos. Mesmo que a essa vitamina não possua relação direta com a queratina, que é uma proteína responsável essencialmente por esse fortalecimento e está presente na unha e cabelo proporcionando esses benefícios, sabe-se que se existir uma deficiência da Vitamina B7, é notório um maior enfraquecimento dessas partes aqui citadas.

 

A suplementação Vitamina B7 é também bastante procurada na maioria das vezes por sua fama de ser benéfica para a pele, sendo utilizada até mesmo em receitas de tratamentos dermatológicos. Como citado anteriormente, a otimização do metabolismo em relação ao rompimento de ligações de polissacarídeos, consequentemente acaba gerando um maior desenvolvimento da saúde da pele, beneficiando assim a epiderme.

 

Além disso, um outro benefício no qual a Vitamina B7 oferece é o fato dela ser boa para os cabelos. Por exemplo, sua falta conduz ao aspecto quebradiço e queda dos fios, porém, sua presença está indiretamente relacionada com a produção de queratina, uma certa proteína que faz parte da composição capilar. Por isso, o consumo de vitamina B7 ajuda fortalecer, de forma bastante significativa, todas as estruturas do cabelo.

 

Outros benefícios do Vitamina B7:

Falando um pouco mais sobre todos os benefícios de consumo da Vitamina B7, como já mencionado neste texto, ela está relacionada com a síntese de queratina no nosso corpo, de forma indireta, a biotina contribui para o fortalecimento de unhas, pelo mesmo motivo dos cabelos: A queratina faz parte da composição das unhas. Isso mesmo!

Um outro detalhe muito importante a ser ressaltado é que alguns estudos que se segue a respeito da Vitamina B7 evidenciam que ela pode ajudar de forma significativa na profilaxia e tratamento contra diabetes. Isso porque, como essa vitamina é efetiva principalmente quando se trata de quebra de glicose em micromoléculas, a absorção é avantajada, o que permite reduzir os níveis glicêmicos no sangue.

 

Porém, ainda não é comprovado cientificamente a relação entre biotina e diabetes. Sendo assim, considere apenas uma dica. A seguir, confira alguns tantos outros benefícios uso da Vitamina B7 já assegurados:

 

Sintetizando os ácidos graxos: Os ácidos graxos são importantíssimos para que fontes de energia sejam criados em nosso organismo, eles são geralmente encontrados nas propriedades dos ômegas 3 e 6. Uma das suas funções desses ômegas estão em contribuir para que haja um crescimento muscular, prevenindo futuros problemas nas articulações  e ainda diminuindo os grandes níveis de colesterol ruim. A Vitamina B7 tem a importante função de trabalhar na sintetização desses ácidos graxos, configurando todos os benefícios que ele pode oferecer.

 

Contribuir para uma gravidez mais saudável: A deficiência de Vitamina B7 é freqüentemente vista durante a gravidez, é muito comum que médicos prescrevam a suplementação dessa vitamina para as gestantes. Isso porque a falta de Vitamina B7 pode levar ao desenvolvimento que não seja natural para o feto. A suplementação com ácido fólico também uma das principais vitaminas prescritas durante a gravidez, combinando com a ingestão da Vitamina B7, obtém-se a necessidade ideal para redução de riscos de uma deficiência.

 

Unhas, cabelos e pele: Os benefícios da Vitamina B7 para a unhas, cabelos e pele foram mencionadas neste texto, e existem diversas evidências de que a ingestão de Vitamina B7, pode, de forma ativa, melhorar a força e a durabilidade das unhas, assim como contribuir para a melhoria da saúde dos cabelos e da pele. Diversos pesquisadores sobre o assunto evidenciaram que a recorrência de unhas quebradiças apresentaram uma diminuição significativa com a suplementação da Vitamina B7 diária.

 

Diminuindo o açúcar no sangue: Citamos ainda neste texto que alguns estudos demonstraram um progresso bastante significativo do uso da Vitamina B7 como um bom suporte para a diminuição da glicose no sangue. Alguns outros estudos evidenciaram que  a melhora de diabetes tipo 1 e tipo 2 também foram bastante promissores. Este estudo, de forma específica demonstrou ativar a secreção de insulina do pâncreas e assim, como resultado, acontecer uma redução glicose no sangue. Porém, ainda são necessários outros diversos estudos a respeito da ação da Vitamina B7 no sangue.

 

Tratamento da esclerose múltipla: Sendo essa uma doença auto-imune, a esclerose múltipla (EM) pode atingir diversas pessoas todos os anos afetar principalmente o sistema nervoso, levando assim à uma maior fraqueza muscular, e por fim, tantos outros problemas relacionados ao sistema nervoso. Especialistas no assunto obtiveram resultados significativos no tratamento para EM com o uso de doses concentradas, e, algumas vezes, elevadas da Vitamina B7. Em alguns participantes alvo desses estudos que possuíam essa condição, uma dose alta, tomada 3 vezes ao dia, obtiveram uma redução dos sintomas cerca de 9 meses de uso.

 

Quais as formas de uso e como tomar?

As fontes de Vitamina B7 são basicamente resumidas em alimentos que possuem pequenas quantidades de biotina e a aquisição de suplementações. Os alimentos ricos em vitaminas B7 podem ser adquiridos geralmente em feiras, supermercados e mercearias. Já as cápsulas de Vitamina 7, devem ser utilizadas através do acompanhamento de um profissional ou nutricionista para que a suplementação seja regulada.

 

Você pode encontrar um cardápio riquíssimo em Vitamina B7 em alimentos composto por amendoim, tomate, alface, cebola, cenoura, couve-flor, amêndoa, nozes, leite e gema de ovo, porém, falaremos melhor dos alimentos suplementares mais a frente. É preciso atenção quanto às dosagens diárias, pois elas são separadas por faixa etária. Bebês por exemplo, deve obter de 5 a 6 mcg, enquanto crianças de 1 a 10 anos, até 12 mcg.

 

Jovens de 11 a 18 no entanto, devem ingerir até 25 mcg. Por fim, adultos e idosos, ficam em torno de 30 mcg. Entretanto, estes são apenas alguns dados aqui disponibilizados, sabendo que a quantidade ideal varia de organismo para organismo, por isso é muito importante que um profissional da saúde acompanhe e recomende melhor o uso da Vitamina B7, vamos entender melhor como usar cada forma dessa vitamina.

 

Cápsula: Antes de tudo é muito importante frisar que o suplemento de Vitamina B7 seja ingerido de acordo com as orientações de médico especialista no assunto ou nutricionista. A ingestão geralmente recomendada da Vitamina B7 em cápsulas com cerca de 2,5 mg diários para o tratamento de unhas e cabelos frágeis, sendo 1 cápsula tomada 1 vez ao dia, geralmente após as refeições principais, podendo ser no almoço ou na janta. A duração do tratamento é de acordo com a indicação médica.

 

Alimentos: Citamos alguns alimentos que possuem essa vitamina em sua composição, alguns outros alimentos em que se pode obter a suplementação de Vitamina B7 é o peixe, arroz integral, tomate, nozes, soja, aveia, cebola, batata, fígado e banana. Todos esses alimentos são importantes para o consumo, até mesmo se fizer a suplementação de cápsula de Vitamina B7, se combinado sempre com uma dieta rica em nutrientes  como esses, as chances de você sofrer com a ausência dessa vitamina no seu organismo são baixíssimas.

 

Tem efeitos colaterais e contra-indicação?

Não foram encontrados efeitos adversos na ingestão de Vitamina B7. É importante se atentar, no entanto, para o uso de menores de 14 anos, gestantes e mulheres lactantes deve ser sempre acompanhados sempre de um profissional da saúde que faça a recomendação do uso para questões especiais ou necessárias.

 

Como qualquer nutriente existente, a suplementação de vitamina B7 não deve ser feita em excesso. Apesar de a maioria das vitaminas não serem prejudiciais em excesso (mas sim desnecessário, porque o corpo não as absorve acima dos níveis comuns), a biotina consumida de forma irregular pode acarretar resultados inesperados.

 

Por exemplo, perda de peso (não-saudável), pois na medida em que promove quebra de ligações de macromoléculas, a vitamina B7 pode interferir em moléculas que não devem ser rompidas, o que pode prejudicar a disposição do corpo. Ademais, irritações na pele e problemas estomacais poderão surgir. A suplementação é contraindicada para gestantes e lactantes, sendo preciso uma consulta médica previamente ao uso das cápsulas.

Blog Naturemed