Nenhum produto encontrado nessa categoria.

Vitamina B3

 

A alimentação saudável se tornou algo indispensável na vida das pessoas. As dietas reguladas são de proveito para aqueles visam uma melhor estética do corpo, maior desempenho durante os treinos ou reforço de nutrientes no organismo. Com isso, sais minerais, carboidratos, lipídeos e, principalmente, vitaminas são os alvos desse modo de vida.

Dessa forma, a vitamina B3, ou também denominada de Niacina, é o assunto do artigo de hoje. Nele, traremos a você, informações completas sobre qual o seu conceito, de onde vem, quais suas funções no corpo humano, como consumir, quais alimentos podemos encontrá-la e se há algum efeito colateral durante seu uso. Veja a seguir.

 

O que é Vitamina B3?

A vitamina B3, também reconhecida como ácido nicotínico ou niacina, é um tipo de vitamina polar, ou seja, é solúvel em água, possuíste de derivados como NAD e NADH, que são importantes moléculas na respiração celular, produzindo grandes quantidades de ATP na fosforilação oxidativa, dentro da mitocôndria da célula.

Pertencente ao grupo do complexo B, a niacina é capaz de ser absorvida no Intestino Delgado e como grande parte desse grupo de substâncias, seu excesso não resulta em armazenamento ou estocagem, pois tudo será eliminado pelo Sistema Excretor, através da urina. Assim, é um equívoco associar a frase “quanto mais, melhor” com a Vitamina B3.

 

Qual a função da Vitamina B3?

Seu principal papel no organismo é a ampliação da liberação de NAD, NADH, NADP e NADPH para o metabolismo das células, no caso a respiração celular, responsável por produzir a energia que precisamos no dia a dia para melhor desenvolvimento de atividades de cada órgão, tecido, músculo do nosso corpo. Entenda:

 Dentro desse processo, há 3 etapas: Glicólise, Ciclo de Krebs e Fosforilação Oxidativa. As duas últimas acontecem dentro da mitocôndria da célula, principal organela para produção de energia. Sendo assim, no ciclo de Krebs, as moléculas de glicose transformadas em acetilcoenzimaA, liberam os compostos NADs citados acima.

Ao passar para o último passo, que é a Fosforilação Oxidativa, cada composto NAD será transformado entre 3 a 4 moléculas de ATP (Energia). A vitamina B3 influencia diretamente na maior quantidade de NADs, pois estes compostos são derivados de sua composição original. Portanto, Vitamina B3 resulta em NADs, que produzem ainda mais energia para o corpo.

 

Para que serve Vitamina B3?

A Niacina pode ser útil para variadas áreas do organismo, tanto na fisiologia quanto na genética. Por exemplo, a vitamina B3 pode regular os níveis de colesterol, aumentando as taxas de HDL e reduzindo as de LDL (gordura ruim), como também pode melhor a saúde das células e protegê-las de mutações que podem originar tumores para o surgimento de câncer.

Ademais, o controle de diabetes é favorecido na medida que incentiva a quebra de glicose durante a respiração celular. No sistema nervoso, pode prevenir doenças como Alzheimer, que afeta a memória, e manter a estabilidade do SNC, principalmente do cérebro. Pode melhorar o desempenho do tecido ósseo, evitando adversidades, como a artrite.

Também pode servir dentro do Sistema Endócrino, auxiliando a produção de hormônios sexuais, como estrogênio, progesterona e testosterona.

 

Outros benefícios da Vitamina B3?

A vitamina B3 também é capaz de reduzir consideravelmente problemas relacionados aos olhos, como graus de miopia e hipermetropia, ou degeneração da retina. A saúde bucal é beneficiada pelo fato de prevenir doenças como câncer de boca e a pele é favorecida por hidratá-la e retardar sinais de envelhecimento.

Além disso, a Niacina reage de modo positivo com a circulação sanguínea, melhorando a vasodilatação e regulando a pressão arterial. O acido nicotínico e a hemoglobina podem formar um composto de cor marcante, que é utilizado como corante para produtos alimentícios do mercado.

 

Quais as formas disponíveis e como tomar?

Os modos de encontrar a vitamina B3 podem ser por meio de alimentos naturais, como amendoim, castanha do Pará, ovos, frutas secas, leveduras, cereais, tomate, cenoura, brócolis, batata doce, abacate, legumes, verduras, leite, arroz e carnes como aves, carnes magras e fígado de boi. Há também cápsulas para quem prefere suplementações.

Geralmente, estudos indicam que a necessidade diária para um adulto é de 7mg para cada 1000kcal e 13mg para até 2000kcal. Para a suplementação, o recomendado é de 1 cápsula dia, comumente, dependendo da marca e fabricação do produto. Porém na maioria das vezes, apenas uma unidade já contém a quantidade essencial para o dia.

Para melhores informações, consulte um especialista em nutrição para saber a dosagem exata necessária para seu organismo, pois a faixa etária e o sexo influenciam fortemente nos números estabelecidos.

 

Tem efeitos colaterais?

A ocorrência de problemas relacionadas ao consumo natural de Vitamina B3 não são comuns, isso porque uma vitamina em excesso não é absorvida, a quantidade que excede a normalidade é eliminada pelo Sistema Excretor, por meio da urina. Porém, a falta de Niacina pode resultar em situações ruins para sua saúde.

Entretanto, suplementações exageradas de ácido nicotínico podem causar coceira, formigamento, vermelhidão na pele, dor de cabeça frequente e irritações. Dietas pobres em B3, podem acarretar a ocorrência de diarreia, depressão nervosa, dermatite, demência, insônia e níveis de estresse elevados.

Por isso, recomendamos uma consulta com nutricionista para que o indivíduo possa estar ciente sobre sua alimentação diária e o que precisa ser acrescentado ou retirado, para promover a estabilidade da saúde do corpo, ou em caso de suplementos, adquirir indicações de produtos pelo profissional, que será de acordo com as necessidades do organismo.

Blog Naturemed