• Fibra de Maracujá da Fito Naturais você encontra para comprar na Naturemed. A Fibra de Maracujá ajuda a baixar as taxas de açúcar no sangue, é um excelente bloqueador de gordura, que impede que o organismo absorva parte desse nutriente.
    Fito Naturais
    Product ID: 78
    Product SKU: 78
    New In stock />
    Fibra de Maracujá - 60 Cápsulas - Fito Naturais
    • -31% OFF
    Fibra de Maracujá - 60 Cápsulas - Fito Naturais

    Fibra de Maracujá - 60 Cápsulas - Fito Naturais

    De:R$28,90
    Por: R$ 19,90
  • Chá Misto de Camomila e Cidreira da Apisnutri você encontra para comprar na Naturemed. O Chás possuem propriedades calmantes ajudam no controle na ansiedade, nervosismo, insônia e ainda atua como relaxante muscular.
    Apisnutri
    Product ID: 601
    Product SKU: 601
    New In stock />
    Chá Misto de Camomila e Cidreira com Polpa de Maracujá Solúvel - 200g - Apisnutri
    • -17% OFF
    Chá Misto de Camomila e Cidreira com Polpa de Maracujá Solúvel - 200g - Apisnutri

    Chá Misto de Camomila e Cidreira com Polpa de Maracujá Solúvel - 200g - Apisnutri

    De:R$35,90
    Por: R$ 29,90
  • Passiflorax você encontra para compra na Naturemed. Passiflorax que é originário da América Tropical, muito cultivado no Brasil, rico em vitamina C, cálcio e fósforo. Seus benefícios atuam como calmante, previne a depressão e melhora a concentração.
    Melcoprol
    Product ID: 290
    Product SKU: 290
    New In stock />
    Passiflorax - Maracujá - 60 Cápsulas - Melcoprol
    • -23% OFF
    Passiflorax - Maracujá - 60 Cápsulas - Melcoprol

    Passiflorax - Maracujá - 60 Cápsulas - Melcoprol

    De:R$29,90
    Por: R$ 22,90

Passiflora

 

A Passiflora é um gênero de planta com mais de 300 espécies reconhecidas na natureza, sendo muito utilizada por possuir um famoso fruto, o maracujá. Com efeitos tranquilizantes e que favorecem o descanso do consumidor, suas cápsulas conseguiram destaque no mercado, fazendo com que sejam um dos calmantes naturais mais vendidos!

 

Em tempos modernos onde o cotidiano das pessoas se resume em grandes quantidades de estudo ou horas infinitas e exaustivas no trabalho, doenças psicológicas podem ser comuns e surgirem constantemente dentro da sociedade. O filme de Charles Chaplin, por exemplo, relata, de forma análoga, os efeitos que essas situações podem causar nas pessoas.

 

Dessa maneira, calmantes e tranquilizantes são gradativamente comprados em farmácias, devido aos problemas crescentes na área psicológica, como depressão e ansiedade. Entretanto, reações alérgicas são presentes em muitas realidades. Por isso, hoje vamos falar sobre um calmante que é 100% natural e seguro, que é a passiflora.

 

O que é Passiflora?

A palavra Passiflora refere-se a um gênero do Reino Plantae com mais de 300 espécies reconhecidas atualmente. Sua maioria é trepadeira, outras são herbáceas e há arbustivas também. Poucos sabem, mas, geralmente,o fruto que realmente faz a fama da passiflora, o maracujá.

 

Sua origem é da América do Sul, sendo abundante, dentro do território brasileiro, nas regiões de centro-oeste e norte do país. Não é à toa que a terra do futebol também é lembrada como maior produtora de maracujá, sendo mais 485mil toneladas do fruto por ano, produzidas no Brasil. Mesmo que nosso país apresente um grande número de espécies do nosso assunto, apenas três delas são legalizadas para o comércio.

 

Suas flores são únicas, de branco ao lilás, difíceis de serem polinizadas completamente. Nosso país, atualmente, possui cerca de um terço do total de espécies, sendo comercializada apenas três. O maracujá roxo, doce e amarelo. O comércio abundante refere-se sempre ao maracujá amarelo, visto que é responsável por cerca de 90% da produção nacional.

 

Para medicamentos fitoterápicos e tratamentos que utilizam o gênero botânico da passiflora, o calmante natural é feito com maracujá doce e a passiflora incarnata, que é também conhecida como flor-da-paixão.

 

Quais os principais nutrientes da Passiflora?

O valor nutricional da passiflora pode ser maior do que você imagina. A capacidade de melhorar a qualidade do sono e aliviar quadros graves de doenças psicológicas é algo considerado impressionante por pesquisadores, por ter uma fonte rica de componentes que são responsáveis por essas ações tranquilizantes.

 

A planta pode apresentar vários efeitos como biológicos, farmacológicos, antibacteriano, antiviral e anti-inflamatório, além de prevenir e combater alergias e promover vasodilatações nos vasos sanguíneos. Tudo isso graças aos nutrientes presentes em sua composição química. Se quer saber mais sobre esses agentes, preparamos uma lista com detalhes de cada um! Veja:

 

Flavonoides: São pigmentos da passiflora capazes de alterar a forma a circulação sanguínea do consumidor da planta. Isso porque ele possui ação vasodilatadora, em que abre e limpa os vasos sanguíneos, favorecendo a passagem do sangue. São de grande importância para tratamentos contra hipertensão, por exemplo.

 

Além disso, os flavonoides da passiflora também ajudam na proteção do corpo contra enfermidades de caráter viral e bacteriano, além de auxiliar em manifestações alérgicas. Um detalhe interessante é a atividade antioxidante, que é a capacidade de combater os radicais livres causadores de doenças e outras alterações desfavoráveis ao organismo humano.

 

Alcaloides: Derivados de serotonina e triptofano, as beta-carbolinas podem ser facilmente produzidas na presença de alcaloides no corpo. Esses hormônios são os responsáveis pela recomendação do maracujá da passiflora em casos de insônia, ansiedade, depressão e outras doenças psicológicas que afligem a sociedade atualmente.

 

A beta-carbolina é uma inibidora de uma enzima chamada de monoaminoxidase (AMO) e apresentam colaboração com os receptores GABA, que são grandes agentes para a tranquilidade de nosso corpo e desenvolvimento da nossa saúde mental. É dessa forma que a planta e seus produtos são utilizados como calmantes naturais.

 

Saparinas: São substâncias que ainda ajudam na área psicológica do consumidor, tornando a passiflora e seus comprimidos, perfeitos para tratamentos que alvejam o descanso efetivo e efeitos relaxantes. Isso ocorre devido aos pigmentos apresentarem ação na região do SNC (sistema nervoso central) em nosso corpo.

 

Elas agem na colaboração de transporte dos neurotransmissores pelas vias nervosas do corpo, o que gera maior relaxamento e sensação de tranquilidade e bem-estar. As saparinas geralmente são estruturadas com compostos fenóis e cianogênicos glicosil em acompanhamento para a efetivação de suas atividades.

 

Para que serve a Passiflora?

O principal motivo pela demanda de Remédios da Passiflora é pelo fato de possuir boas quantidades de flavonoides, que são responsáveis por auxiliar em tratamentos fitoterápicos contra ansiedade e insônia. Isso porque, junto com outras propriedades, promove ações tranquilizantes no sistema nervoso central (SNC), diminuindo os sintomas dessas adversidades.

 

Outro detalhe é a presença de alcaloides em sua composição, o que colabora para a síntese de serotonina, visto que é um derivado deste hormônio que causa sensação de bem-estar.Ademais, os flavonoides podem impedir que os lipídicos sofram reações de peroxidação, o que reduz o perigo de problemas no sistema circulatório, com foco no coração. Isso ocorre devido ao fato de possuir característica antioxidante, o que faz com que a passiflora atue no sequestro de radicais livres. Tratamentos contra hipertensão utilizam a planta.

 

Passiflora emagrece?

A passiflora, de certa forma, pode agir contra o consumo alimentar exagerado, por causa de sua ação ansiolítica e sedativa. Em razão disso, algumas pessoas confundem com “passiflora faz emagrecer”. Ela não ajuda diretamente na perda de peso, mas colabora para a alimentação em níveis regrados, o que pode ser útil durante as dietas.

 

A planta possui componentes chamados de fibras alimentares, que são importantes para elaborar uma sensação maior de saciedade no corpo humano. Tendo mais saciedade durante a alimentação, menos ansiedade e nervosismo (que colaboram para maior ingestão de alimentos) e uma dieta equilibrada, o emagrecimento acontece!

 

Outros benefícios da Passiflora:

Além de todos as vantagens citadas anteriormente, os benefícios da Passiflora ainda não acabaram. Ela pode proporcionar melhor concentração para seus consumidores, visto que o relaxamento contribuição para este ponto. Outro fator interessante é que ajuda contra infecções, por ser antibacteriana, evitando mutações em que a bactéria se torne resistente.

 

Como possui harmina e armelina, pode ser eficaz no tratamento contra doenças degenerativas no sistema nervoso. Um exemplo adicional é o uso contra mal de Parkinson. Ainda sobre o SNC, impede que o cérebro consuma excessivamente oxigênio, prevenindo problemas envolvidos nessa região. Confira a seguir, outros benefícios que a passiflora pode fornecer para seus consumidores!

 

Humor equilibrado: A passiflora é um calmante natural conhecido por suas características relaxantes. Sendo assim, diversos estudos já comprovaram a eficácia da planta para agir como tranquilizantes, sem efeitos colaterais. Dessa maneira, ela é eficaz para promover um humor equilibrado para seus consumidores.

 

Como a passiflora é um medicamento totalmente natural, mesmo que ela demore um pouco mais para agir, é uma alternativa segura para consumo quando se trata de reações alérgicas no corpo. Uma boa dica de combinação é passiflora com valeriana, para que os efeitos relaxantes possam ser mais intensos.

 

Melhora o sono: O sono é algo fundamental para que o seu organismo tenha um bom desempenho no dia seguinte, sendo esse motivo que afeta diversas pessoas que se sentem indispostas para realizarem suas atividades. As motivações da insônia podem ser variadas como excesso de preocupação, mal costume, entre outros.

 

Um estudo significativo para evidenciar os efeitos da planta, foi feito para observar o estado de saúde de sono depois do uso de passiflora. Os investigados precisariam tomar por uma semana o chá de passiflora, para as observações finais. O resultado foi uma melhora considerável na qualidade de descanso dos consumidores.

 

Reduz ondas de calor da menopausa: Estudos ainda mostram que a passiflora pode ser eficaz no tratamento de sintomas da menopausa como insônia, depressão, ondas de calor, raivas, dores e participativa em terapia hormonal. Dessa maneira, o medicamento da planta é muito recomendado por médicos que visam melhorar o quadro de saúde de suas pacientes de forma segura e natural.

 

Os baixos níveis de hormônios GABA no cérebro durante a menopausa, além de baixo índice de estrogênio, são as causas para o surgimento de todos esses sintomas. Entretanto, a passiflora é responsável por colaborar na síntese desses hormônios, fazendo com que esses incômodos desaparecem gradualmente, na medida em que regula o sistema endócrino.

 

Ajuda abaixar a pressão arterial: Como havíamos dito anteriormente, a hipertensão pode ser evitada pela passiflora, sendo componente em tratamentos para essa enfermidade. Um jornal americano de nutrição bioquímica foi o que demonstrou a evidência dos estudos de que a planta consegue regular a velocidade de circulação sanguínea no corpo.

 

A tintura de passiflora utilizada foi a causadora da ampliação de enzimas antioxidantes e eliminação de lipídios oxidativos nos vasos sanguíneos, aumentando o espaçamento para a circulação do sangue e, consequentemente, diminuindo sua velocidade em graus significantes.

 

Reduz a ansiedade: A passiflora pode colaborar na diminuição de ansiedade. Como falamos acima, o medicamento da planta aumenta consideravelmente o número de hormônios GABA, que é uma das substâncias químicas que fazem bem para cérebro, em questões psicológicas. A atividade de células responsáveis pela ansiedade é amenizada.

 

Um estudo feito em pacientes que apresentavam transtorno de ansiedade generalizada comprovou a eficácia da passiflora, após um mês de uso da planta para fins de tratamento fitoterápicos. Isso ainda inclui o fato de não ter afetado o desempenho no trabalho, devido aos seus efeitos tranquilizantes.

 

Contra hiperatividade e déficit de atenção (TDAH): O transtorno que assombra muitos adolescentes da atualidade é o TDAH. Isso porque define-se como um distúrbio no cérebro que gera altas reações de raiva, desatenção, hiperatividade e impulsividade, o que afeta diariamente os que possuem essa enfermidade.

 

Pensando nisso, algumas ervas, como a passiflora, são capazes de amenizar os sintomas da doença, por oferecer benefícios tranquilizantes em todo o corpo humano, principalmente no psicológico. Com isso, diversos psiquiatras receitam o chá de passiflora como tratamento complementar para o TDAH.

 

Reduz inflamações: A passiflora também possui características anti-inflamatórias no corpo humano, evitando doenças que são acarretadas por esse problema, como a atrite, por exemplo.Os fito-nutrientes e antioxidantes são ampliados consideravelmente, isso faz com que esses compostos entrem em combate com radicais livres e aumentando a eficiência dos anticorpos.

 

Alivia sintomas de abstinência: Uma porção diária do extrato de flor de maracujá foi o suficiente para provar em um estudo, que a passiflora ajuda nos sintomas de abstinência, seja qual for seu tipo. O melhor de tudo, é que o medicamento não apresentou efeitos colaterais ou prejudiciais à saúde do consumidor.

 

Por exemplo, fumantes não conseguem largar o vício tão facilmente, devido ao forte efeito de dependência da nicotina. Feito isso, como os hormônios GABA são aumentados, dificilmente o viciado irá querer consumir cigarro na medida em que o tempo de consumo for passando. Isso porque, além de aumentar a sensação de bem estar, ele também colabora para a eliminação de receptores de nicotina no sistema nervoso.

 

Melhora o estômago: A passiflora ainda pode ser eficaz para tratamentos de estômago, como casos de úlcera.  Um estudo feito pelo jornal indiano de farmacologia demonstrou a comprovação de resultados para tal afirmação. Além de melhorar úlcera, também apresentou forte ação antioxidante na região estomacal.

 

Outros estudos feitos pela Biomed Research International, demonstrou que a tintura de passiflora serratodigitata mostrou ação promissora no tratamento de úlceras, pela extração de suas folhas e caules para a receita do produto. Mesmo que tenha sido positivo o resultado, é necessária mais observação para concluir integralmente os efeitos.

 

Quais as formas de uso e como tomar?

As formas que a passiflora pode ser encontrada e consumida é por meio de chás, tinturas e comprimidos. Você pode acha-las nessas versões em lojas de produtos naturais, de preferência lojas online, mercados, feiras. A seguir, vamos detalhar sobre o preparo e como consumir sobre cada uma dessas formas, mas você também poderá encontrar essas informações na bula da passiflora adquirida!

 

Sobre o preço da passiflora, não se preocupe! Temos o melhor preço do mercado! A recomendação mais importante é sempre procurar por lojas de produtos naturais para adquirir os medicamentos fitoterápicos dela. Industrializados podem conter aditivos que causem supostas reações alérgicas. A passiflora para bebês é algo extremamente cuidadoso, mas que pode ser usado. Entretanto, é preciso consultar um pediatra antes. Por fim, veja os modos de uso e seus detalhes!

 

Chá: O chá de passiflora é simples e rápido de preparar. É preciso de 3 a 5g de folhas secas mergulhadas em 250ml de água. Ferva por 10 minutos depois deixe esfriar e coe. É aconselhável tomar uma xicara antes de dormir, para portadores de problemas com insônia, ou cerca de 3 vezes por dia, para aqueles que visam diminuição de ansiedade.

 

In natura: A tintura é encontrada pronta normalmente e é usada em uma proporção de 1:5, com dosagem de 50 a 100 gotas de passiflora, previamente ao descanso, ou 3 vezes ao dia para efeitos tranquilizantes.

 

Passiflora comprimidos e cápsulas: Sobre as medicações e tratamentos, os comprimidos são utilizados em doses recomendadas de 200 a 500mg, 2 a 3 vezes por dia.

 

Quais os efeitos colaterais?

Como a passiflora possui efeitos sedativos, seu consumo em excesso pode afetar a disposição do corpo, dando uma sensação de sonolência e exaustiva para o dia a dia. No caso de uso dentro da dosagem recomendada, procure não dirigirouoperar máquinas, pois os efeitos tranquilizantes podem atrapalhar e deixar vulnerável, na pior das hipóteses, a um acidente.

 

É contraindicado para gestantes, pois a passiflora aumenta a contração uterina. Portadores de sensibilidade ou alergias de algum composto da planta, ou mulheres que amamentam, devem consultar um profissional da saúde, para certificarem-se de que estão aptos para consumir seus derivados. Também há contraindicações para usuários de outros sedativos.

Blog Naturemed