Nenhum produto encontrado nessa categoria.

Óleo de Melaleuca

 

Já pensou em ter um óleo que te ajude nas gripes periódicas ou resfriados, desentupindo seu nariz somente pela inalação do aroma? O óleo de melaleuca é capaz de fazer isso! Além disso, ele também é útil para tratamentos da pele e profilaxia de alguns problemas comuns, como conjuntivite e infecções!

 

O óleo é o novo produto mais desejado em seu ramo, com funções múltiplas e avaliações excelentes dos consumidores que apresentaram feedback! Diretamente extraído de uma fonte 100% natural, seu uso é bastante seguro e não te deixa com riscos de reações alérgicas! Quer saber mais? Acompanhe o nosso artigo, que preparamos especialmente para esse assunto!

 

O que é Óleo de Melaleuca?

O óleo de melaleuca é um tipo de óleo essencial, que é advindo de folhas da sua árvore de origem, a planta australiana Melaleuca artenifolia, ou melhor, árvore do chá! Além do país da Oceania, ele também pode ser encontrado em continentes como Europa, América e Ásia. Sua cor referencial é o amarelo e seu cheiro é único!

 

Seu uso é praticado desde a Antiguidade local, para ferimentos da pele, nas guerras que costumavam ocorrer na época. Hoje, não é diferente! Dermatologistas utilizam-no para queimaduras de até segundo grau. Mas, a boa notícia é que esse óleo serve para muitas outras coisas! Especialmente para tratamentos de algumas enfermidades!

 

Quais os nutrientes do Óleo de Melaleuca?

O óleo pode agir de diversas maneiras no organismo. Isso é fato! Mas, nesse momento, falaremos um pouco mais sobre o que a composição desse extrato pode nos oferecer e quais são os benefícios, que cada componente possui exclusivamente! Diferentemente de outros óleos, ele é um produto bem restrito, sem complementos!

Dessa maneira, encontramos dois principais nutrientes do óleo de melaleuca! Eles são os grandes colaboradores, para que os efeitos do produto, sejam reconhecidos por profissionais da área da saúde! Confira, a seguir, os principais nutrientes presentes na composição do extrato que faz milagres!

 

Vitamina C: Os benefícios causados à pele, como acelerações de cicatrização e nutrição do tecido epitelial, podem ser justificados pela presença de substâncias que também podem ser encontradas na vitamina C, como a molécula betacaroteno! Isso faz com que problemas como queimaduras, ferimentos, acne e manchas sejam resolvidos!

 

Fibras: As fibras são as responsáveis por fornecer energia e moléculas grandes, que são convertidas em ATP por enzimas catalisadoras! Além do mais, as fibras alimentares são importantes agentes contra o aumento do peso, já que ampliam a saciedade do seu consumidor, fazendo-o comer menos!

 

Para que serve o Óleo de Melaleuca?

O óleo de melaleuca, pode ser utilizado de variadas maneiras pelo homem! A primeira delas é o papel de conservante em determinadas formulações! Muitos produtos cosméticos, por exemplo, para terem uma longa duração e armazenamento que independe do local em que é guardado, obtêm o óleo na composição.

 

Mas, como nosso foco é a saúde e suas ações no organismo, dizemos com autoridade que o extrato é feito para aproveitar de suas atividades efetivas contra as bactérias e fungos. Isso faz com que seu uso previna muitas doenças, que se originam desses agentes intermediários. Micoses e febre tifoide são alguns exemplos.

 

Óleo de Melaleuca engorda?

Dizemos anteriormente que um dos componentes da fórmula química são as fibras alimentares e substâncias em comum com a vitamina C. Dentro disso, falamos sobre o poder de regeneração de tecidos e o papel das fibras em aumentar a saciedade e ainda produzir um gel nas paredes estomacais.

 

Sendo assim, por que o óleo de melaleuca engorda? Bom, para essa pergunta, não existe resposta! Ele não possui características que aumentam o peso, pelo contrário! A ampliação da sensação de satisfação alimentícia permite que o consumidor coma menos alimentos, apenas os necessários para suprir sua nutrição efetiva!

 

Outros benefícios do Óleo de Melaleuca:

Como pode ser observado acima, o óleo traz inúmeros pontos positivos para o nosso corpo. Como é algo advindo de uma fonte vegetal, além dos nutrientes serem concentrados, é um tipo de consumo certo, para quem quer aproveitar os benefícios de maneira segura e saudável!

 

Mas, será que são apenas essas vantagens que o óleo pode oferecer? A resposta é não! Felizmente, ainda existem variados benefícios que o óleo de melaleuca pode trazer para nosso organismo, os mais variados possíveis. Acredite! Você irá se surpreender com essa lista que preparamos abaixo, confira!

 

Bom para caspa: Muitas pessoas possuem problema sério com caspa, de modo que ela dificulte o seu desaparecimento, mesmo com inúmeros tratamentos pagos, produtos, etc. As caspas causam um aspecto mais sujo ao cabelo, aumenta drasticamente a oleosidade e deixa o couro cabeludo suscetível a outros problemas.

 

Entretanto, isso pode ser resolvido se aplicado o óleo de melaleuca nos fios de cabelo! Ele evita o ressecamento e realiza uma verdadeira limpa na raiz! Fora isso, também ajuda no crescimento de fios, se você desejar que isso aconteça de forma rápida. Por isso, não hesite em deixar de usar esse produto nesse caso!

 

Você pode comprar shampoos que contenham 5% de óleo em sua composição, ou também acrescentar gotas em um frasco comum, para usar diariamente!

 

Ameniza a conjuntivite: A conjuntivite é uma doença causada pelo contato do agente com os olhos, promovendo coceiras e inflamações, prejudicando até mesmo a visão. Essa é uma das enfermidades, no qual o nosso assunto se destaca, além de outras doenças que envolvem queimação, secreção, etc.

 

O óleo de melaleuca ajuda a reduzir tanto a dor, quanto a coceira! Geralmente, o problema é solucionado com a ingestão do sachê de chá do extrato! É só jogar o sachê em um recipiente com água, deixando em repouso por 15 minutos!

 

Alivia infecções de diversos tipos: os terpenóides e o fito-químico eucaliptol são responsáveis pelas características medicinais que o nosso produto apresenta! Além disso, também garante um aroma refrescante e ações antibacteriana e antifúngica. Para se ter uma ideia, gripes e resfriados que entopem seu nariz, podem ser tratados com inalação a vapor do óleo!

 

Primeiro, coloque para ferver uma bacia pequena com quantidade considerável de água e deixe com 3 gotas de óleo de melaleuca. Depois, quando já estiver aquecida, coloque a bacia em algum local planejado, encharque a toalha e deixe sobre a cabeça. Assim, é só inalar e esperar liberar suas vias respiratórias!

 

Combate a acne: Pesquisadores australianos já registraram que uma solução contendo 5% de óleo presente diluído em sua composição, pode ser eficaz contra problemas na pele! Entre eles, a Acne! E a melhor notícia: diferente do peróxido de benzoila (produto usado em industrializados), não ocorre descamação!

 

 Com sua característica antibiótica e antisséptica, ela exerce suas funções de maneira suave e agradável, sem irritar a pele. Isso, faz com que o número de bactérias reduz de forma significativa, provando sua eficiência contra impurezas no tecido epitelial facial. Por fim, ele também diminui as manchas vermelhas.

 

Ou seja, óleo essencial de melaleuca é bom para acne, para manchas na pele como micoses, psoríase e melasma! É um produto completo!

 

Depilação: algumas gotas de óleo de melaleuca, também podem ser suas aliadas, para o período pós-depilação! Se você costuma sempre ter pêlos encravados ou sua pele arde quando passa a lâmina e cera de depilação, essa região que normalmente fica irritada pode ser tratada e solucionada com esse produto!

 

Uma dica de aplicação é usar o óleo na própria lâmina, antes de utilizar. Depois que você já tiver feito todo o procedimento de remoção dos seus pelos, misture com gel de aloe vera e passe um pouco na região afetada, evitando irritações e outros problemas do tipo!

 

Combate as infecções vaginas: Michigan University afirmou, que provavelmente, quase todas as mulheres, irão possuir infecção vaginal em algum momento de suas vidas, principalmente causada por fungos! Com isso, há alternativas como cremes vaginais e medicamentos ingeridos oralmente como tratamento para essa adversidade.

 

Entretanto, problemas como esse também podem ser solucionados com o óleo de melaleuca, já que ele atua na eliminação de fungos causadores da candidíase, por exemplo. Recomenda-se também, a adesão aos banhos de assento terapêuticos! Uma vez por semana ou mais, pois é bom para tratar as infecções!

 

Dores musculares: esse tipo de dor é comum para pessoas que estão voltando à rotina de exercícios físicos, ou simplesmente exageram em alguma atividade que exija de determinada região do corpo. Dessa forma, uma das soluções é o uso de relaxantes musculares para aliviar essas dores indesejadas. Mas, será que não haveria uma maneira natural e segurar de tratar esse sintoma?

 

Pois bem, sim! Nosso óleo atua nessas regiões, por ter propriedade anti-inflamatória, sem prejudicar a hipertrofia em desenvolvimento dos seus músculos, o que é uma vantagem em relação ao relaxante muscular! Ele consegue promover uma melhor circulação sanguínea, acelera a cicatrização e desenvolve o crescimento celular.

 

Saúde bucal: o óleo de melaleuca, combate os micro-organismos que causam placa bacteriana nos dentes! Essas placas, podem gerar inflamações tanto na gengiva, quanto no tártaro. Além do mais, também já foi observado e comprovado a eficiência contra manchas nos dentes causadas pelo tabaco de cigarros, uma informação útil para fumantes e ex-fumantes.

 

Para usar, não tem muito segredo! Geralmente, os bochechos são a alternativa mais comum! Tudo que precisa, é pingar cerca de duas gotas em um copo de água morna e pronto! As bactérias serão eliminadas e possíveis casos de dor e inflamação podem ser solucionados com essa forma de uso!

 

Aromaterapia: A aromaterapia se tornou um dos melhores e mais práticos tratamentos fitoterápicos da atualidade. A capacidade de inalar os benefícios, que cada óleo tende a oferecer, fez com que muitos médicos e psicólogos receitassem esse método, ao invés de variados medicamentos!

 

Você pode fazer isso de duas formas! Existem os difusores, em que você apenas pinga as gostas do óleo de melaleuca, ou a prática de aplicar uma toalha enxaguada com água e óleo unidos! Isso faz com que sua respiração e a estrutura do seu pulmão sejam beneficiadas pela ação do produto!

 

Quais as formas de uso e como comprar?

O preço do óleo essencial de melaleuca pode ser variável, dependendo da sua forma de consumo distribuída. Porém, geralmente, as lojas focam em vender por frascos com gotas, sendo muito raro encontrar outro modo! Mas, não se preocupe tanto com esse detalhe, pois temos o melhor preço do mercado!

 

Sobre onde comprar óleo de melaleuca, recomendamos sempre que haja a preferência em estabelecimentos que foquem a venda de produtos naturais! Isso se justifica pelo fato de que os aditivos na composição dos industrializados, podem representar um aumento de riscos em reações alérgicas, o que não queremos para você!

 

Se quer saber mais sobre os modos de uso do óleo, confira os detalhes abaixo!

 

Óleo de Melaleuca para a pele: De uma maneira geral, pode-se preparar uma solução para ser aplicada de uma ou duas vezes ao dia. Ela serve para problemas como manchas na pele, micose, psoríase, melasma, acne etc. Para fazer, você deve acrescentar 1mL de óleo para cada 10mL de água, nada mais!

 

Óleo de Melaleuca para feridas: Se você tiver uma ferida, pode ser útil pingar um pouco do óleo essencial, juntamente com o extrato de amêndoa! Misture uma gota de cada óleo e aplique em uma gaze ou penso. Depois, deixe fracamente pressionado no local por alguns minutos! Isso pode ser feito duas vezes ao dia, até cicatrizar totalmente!

 

Óleo de Melaleuca para cabelos: Basta pingar duas gotas em um frasco de shampoo!

 

Tem efeitos colaterais e contraindicação?

Por ser algo natural advindo de uma planta, o óleo de melaleuca não possui significativas contraindicações de uso. Porém, é preciso estar sempre dentro das medidas estabelecidas quanto a quantidade de gotas e seu uso diretamente oral nunca será recomendado, por ser altamente tóxico, ingerido dessa forma.

 

O uso em gestantes pode ser variável, depende do estado de saúde da mulher e suas condições durante a gravidez. Mas, nos primeiros 6 meses, é praticamente contraindicado para qualquer mulher grávida. Há risco de irritações e reações alérgicas por conta do organismo do bebê ainda não suportar.

Blog Naturemed