• Amora você encontra para comprar na Naturemed. Amora auxilia na redução dos sintomas da menopausa, regulariza os hormônios, a ansiedade, o nervosismo, a memória fraca, as dores das articulações e musculares.
    Fito Naturais
    Product ID: 155
    Product SKU: 155
    New In stock />
    Amora - 60 Cápsulas - Fito Naturais
    • -23% OFF
    Amora - 60 Cápsulas - Fito Naturais

    Amora - 60 Cápsulas - Fito Naturais

    De:R$25,90
    Por: R$ 19,90
  • Amora Morum você encontra para comprar na Naturemed. Amora Morum ajuda em sintomas da menopausa e da osteoporose, por exemplo, devido às suas propriedades antioxidantes e reguladoras dos hormônios.
    Melcoprol
    Product ID: 224
    Product SKU: 224
    New In stock />
    Amora Morum - 120 Cápsulas - Melcoprol
    • -21% OFF
    Amora Morum - 120 Cápsulas - Melcoprol

    Amora Morum - 120 Cápsulas - Melcoprol

    De:R$41,90
    Por: R$ 32,90
  • Amora Miúra você encontra para comprar na Naturemed. Amora Miúra ajuda em sintomas da menopausa e da osteoporose, por exemplo, devido às suas propriedades antioxidantes e reguladoras dos hormônios.
    Apisnutri
    Product ID: 368
    Product SKU: 368
    New In stock />
    Amora Miúra - 60 Cápsulas - Apisnutri
    • -22% OFF
    Amora Miúra - 60 Cápsulas - Apisnutri

    Amora Miúra - 60 Cápsulas - Apisnutri

    De:R$27,90
    Por: R$ 21,90
  • Repo Mix você encontra para comprar na Naturemed. Repo Mix com menor preço, que é um composto cheio de benefícios para saúde, contendo antioxidantes que protegem o organismo de radicais livres.
    Melcoprol
    Product ID: 446
    Product SKU: 446
    New In stock />
    Repo Mix - 60 Cápsulas - Melcoprol
    • -27% OFF
    Repo Mix - 60 Cápsulas - Melcoprol

    Repo Mix - 60 Cápsulas - Melcoprol

    De:R$55,90
    Por: R$ 40,90
  • Amora Morum você encontra para comprar na Naturemed. Amora Morum ajuda em sintomas da menopausa e da osteoporose, por exemplo, devido às suas propriedades antioxidantes e reguladoras dos hormônios.
    Melcoprol
    Product ID: 226
    Product SKU: 226
    New In stock />
    Amora Morum - 60 Cápsulas - Melcoprol
    • -14% OFF
    Amora Morum - 60 Cápsulas - Melcoprol

    Amora Morum - 60 Cápsulas - Melcoprol

    De:R$28,90
    Por: R$ 24,90
  • Chá de Anis Estrelado da Naturemed você encontra para comprar na Naturemed. O Chá de Anis Estrelado é uma especiaria que é feita a partir do fruto de uma espécie de árvore asiática chamada de Ilicium verum.
    Naturemed
    Product ID: 1063
    Product SKU: 1063
    New In stock />
    Chá de Anis Estrelado - 50g - Naturemed
    • -27% OFF
    Chá de Anis Estrelado - 50g - Naturemed

    Chá de Anis Estrelado - 50g - Naturemed

    De:R$11,00
    Por: R$ 8,00
  • Camomila você encontra para comprar na Naturemed. A Camomila serve para ajudar no tratamento de irritações na pele, resfriados, inflamações nasais, sinusite, má digestão, diarreia, insônia, ansiedade, nervosismo e dificuldade para dormir.
    Naturemed
    Product ID: 1093
    Product SKU: 1093
    Chá de Camomila - 30g - Naturemed
    • -56% OFF
    Chá de Camomila - 30g - Naturemed

    Chá de Camomila - 30g - Naturemed

    Esgotado!
  • Naturemed
    Product ID: 1061
    Product SKU: 1061
    Chá de Amora Branca - 30g - Naturemed
    • -43% OFF
    Chá de Amora Branca - 30g - Naturemed

    Chá de Amora Branca - 30g - Naturemed

    Esgotado!

Menopausa

 

A menopausa pode ser uma etapa de difícil adaptação das mulheres. É entendida como o momento em que o organismo do sexo feminino expulsa pela última vez seus óvulos, ou seja, acontece a menstruação final. Isso significa que o “armazenamento” se esgota e a partir desse exato instante não haverá mais ciclo menstrual, ou fase reprodutiva.

 

Sendo um processo normal na vida das mulheres, a menopausa traz consigo conturbações hormonais um pouco antes de acontecer, sintomas desagradáveis e efeitos aparentes, como o ganho de peso por exemplo. Dessa forma, a demanda por tratamentos, medicamentos e dietas para a menopausa é cada vez mais constante.

 

Pensando nisso, nossa equipe decidiu produzir um conteúdo abordando as principais informações e dizer quais são os melhores remédios naturais para menopausa! Se caso tenha interessado, leia esse artigo até o final e preste bem atenção nas explicações! Confira;

 

O que é Menopausa?

Menopausa é o nome dado para a última vez em que a mulher menstrua na sua vida, indicando que a fase reprodutiva, os efeitos de puberdade e a secreção de óvulos não-utilizados pelo organismo estão encerrados. Com isso, a partir desse momento o sexo feminino pode obter sintomas advindos de alterações hormonais causadas pelo processo descrito.

 

Geralmente, a menopausa pode ser confirmada por meio de um intervalo de 12 meses sem nenhuma atividade do ciclo menstrual. É certo que ocorrerá a diminuição de estrogênios no corpo da mulher, principal hormônio sexual feminino que atuam na distribuição de gordura corporal, colesterol, açúcares e controle da densidade dos ossos no tecido ósseo.

 

Dica: Popularmente, a menopausa é conhecida como o início da fase após a menstruação, e não a última menstruação propriamente dita! Por isso, não confunda.

 

O que muitos acreditam é que a menopausa é sinônimo de doença, o que é um pensamento altamente equivocado, pois corresponde apenas ao ciclo menstrual final. Porém, isso ocorre devido aos sintomas surgidos durante a fase depré-menopausa, o que chamamos de climatério.

 

Climatério e Menopausa

O climatério não é uma enfermidade, mas uma fase natural e essencial na vida feminina que precisa ser realizada por motivos de reformulação do organismo ao passar da idade. O nosso corpo precisa se manter estável, porém, como o envelhecimento desgasta algumas regiões e aspectos físicos, o organismo entende que é preciso “mudar as prioridades” para manter a homeostase constante.

 

Sendo assim, o Climatério é o período em que o corpo da mulher se prepara para a realização da última menstruação, para que posteriormente esteja preparado para os efeitos colaterais do procedimento e mantenha a disposição e prevenção de doenças normalmente. Também chamado de Perimenopausa, pode-se dizer que o climatério é a transição entre a fase reprodutiva e estérea da mulher.

 

Segundo IBGE, o Brasil possui cerca de 29 milhões de mulheres entre as fases de climatério e menopausa, sendo isso o equivalente a 28% da população brasileira feminina. Um fato interessante é a ligação direta da expectativa de vida com o climatério: Em 1940, a taxa era de 45 anos (muitas não alcançavam a menopausa). Hoje, houve o aumento para 79 anos, o que indica que após o encerramento da fase reprodutiva as mulheres podem viver por mais 29 anos.

 

Pré-menopausa

Pode ocorrer em que a transição do período reprodutivo para o não-reprodutivo aconteça de forma prematura. com cerca de 10 anos antes a pré-menopausa é a fase que antecede a última menstruação no corpo feminino. O início comum da menopausa gira em torno de 45 anos de idade. Porém, casos de pré-menopausa podem surgir com apenas 41.

 

Ela ocorre em virtude da diminuição de produção hormonal (Estrogênio especificamente) sexual da mulher, o que resulta nas mudanças no organismo e sintomas parecidos aos da menopausa. Um sintoma de pré-menopausa é o encurtamento do ciclo menstrual, ou o maior intervalo entre menstruações.

 

Além disso, pode haver menstruação abundantes, maiores irritabilidades, insônias e diminuição da afetividade sexual. Para exames laboratoriais, é necessário verificar a quantidade de FSH presente no sangue em 2 ou 3 dias distintos. Assim, quanto maior for o nível de FSH, mais próxima da menopausa a mulher estará.

 

Menopausa Precoce

Geralmente, a idade para a menopausa acontecer gira em torno de 45 a 55 anos. Entretanto, há casos de antecipação desse processo, o que denominamos de Menopausa Precoce. Cerca de 1% das mulheres possuem esse tipo de situação. A queda na síntese de novos hormônios (estrogênios) e fim do ciclo reprodutivo são adiantados por motivos de IOP, Insuficiência Ovariana Prematura, no qual os ovários são comprometidos nas suas funções, gerando a infertilidade.

 

Outras causas também podem ser genéticas, como Síndrome de Turner ou Síndrome do X frágil, além de doenças que tenham a ver com modificações nos receptores de hormônios, além de deficiências enzimáticas, cirúrgicas, pós algum tratamento quimioterápico e radioterapia pélvica.

 

Por isso, mulheres com Menopausa precoce podem apresentar uma chance menor que 10% para engravidar. A possível solução para esse desejo seria a FIV, Fertilização In Vitro, no qual utiliza-se óvulos doados ou Ovócitos próprios, se congelados anteriormente.

 

Pós-Menopausa

Pós-Menopausa é o período em que a transição para a fase infértil foi completada. Ou seja, a partir desse momento, o corpo não é mais capaz de ovular e nem reproduzir. Ou seja, é o momento que o corpo feminino se destina apenas a se manter estável e nenhum outro motivo é mais importante que isso.

 

Quais são os sintomas da menopausa?

A menopausa ainda pode ter alguns sintomas que comprometem a estabilidade da saúde feminina. A interrupção da produção de estrogênio (responsável pela ovulação) é a principal causa para isso acontecer. Com isso, veja algumas das alterações que ocorrem no corpo após esse processo.

 

Sintomas Vasomotores: O suor em excesso pode ser um efeito colateral da menopausa, o que chamamos de “ondas de calor”. Sendo assim, regiões como pescoço, face e seios podem ser acometidas pela alteração.

 

Síndrome geniturinária: como estamos falando dos sistemas Reprodutor e Excretor feminino, a mulher pode sofrer com mudanças na vulva, vagina, uretra e também na bexiga. O desconforto vaginal por exemplo, pode causar incômodos durante relações sexuais.

 

Irritabilidade e depressão: A liberação de hormônios sexuais (como o estrogênio) é responsável pela sensação de prazer e bem-estar. Dessa forma, a calma, paciência e autoestima podem ser afetadas após a menopausa, visto que o processo se refere justamente à diminuição da produção desses hormônios.

 

Osteoporose: Por motivos de ausência do estrogênio, a densidade óssea é prejudicada no esqueleto do corpo da mulher. Com isso, a menopausa pode ser relacionada com o enfraquecimento ósseo, tornando os ossos frágeis e vulneráveis a fraturas.

 

Modificações no corpo: É possível que haja uma certa amenização do brilho da pele feminina e concentração de gorduras na barriga, já que o estrogênio é responsável pela distribuição de lipídeos.

 

Colesterol Desregulado: Como faz parte do controle de colesterol no sangue, a taxa de LDL pode ser aumentada na ausência de estrogênio.

 

Quanto tempo dura a Menopausa?

Quando a menopausa está próxima de acontecer, os óvulos ficam mais resistentes e os ovários amenizam consideravelmente a produção de estrogênios no organismo. Vasos sanguíneos, ossos, seios, coração, útero, sistema excretor cérebro e pele são prejudicados por essa diminuição.

 

Os sintomas da menopausa já foram comprovados que duram por média de 5 a 6 anos. Para se ter uma ideia, esse estudo foi feito por americanos, no qual avaliaram quase 500 mulheres durante 13 anos seguidos! Dos 45 aos 69 anos de idade. 23% delas ainda obtinham ondas de calor excessivas, enquanto 70% tinham desconforto em diferentes níveis, durante algum momento desses anos.

 

Em termos científicos, ainda foi relatado que os sintomas são advindos principalmente da falta de estrogênio suficiente para suprir as necessidades que o corpo costuma a ter. Consequentemente, observa-se também a diminuição de testosterona, importante hormônio para o desejo sexual e libido.

 

Menopausa engorda?

Sim, a menopausa pode causar ganho de peso nas mulheres que vivenciam essa fase. O aumento do peso pode ser causado pelo cessamento de estrogênio, pois ele ajuda a distribuir regularmente a gordura pelo corpo. Em sua ausência, essas gorduras começam a se concentrar nas regiões abdominais principalmente.

 

Além disso, devido ao envelhecimento e ter alcançado a idade acima dos 40 anos, o organismo feminino já é limitado para algumas funções, o que inclui a produção hormonal para diversas atividades no corpo, como o estímulo para dissolução de lipídeos. Sendo assim, não há quebra de ligações de gorduras para removê-las, gerando maiores quantidades de peso.

 

Outro fato que deve ser informado é a atividade enzimática que é diminuída gradativamente ao longo da vida. Como se sabe, enzimas são catalisadores de reações químicas, ou seja, elas são capazes de acelerar as reações, que ocorrem em um curto período. Com a diminuição dessas proteínas, o corpo não consegue realizar as quebras de gordura com tanta facilidade, como antes da menopausa acontecer.

 

Como emagrecer na Menopausa?

De início, para qualquer tipo de processo de emagrecimento, o recomendado é sempre usar a alimentação e exercícios para alcançar esse objetivo. Entretanto, mulheres que tiveram menopausa devem ter cuidados dobrados com os tipos de exercícios. A natação e a musculação são as principais opções apresentadas pelos médicos.

 

Outro meio utilizado é a alternativa de suplementação de minerais e vitaminas que estimulam as ações do estrogênio e diminuem os sintomas que a menopausa pode gerar no corpo da mulher. Assim, é necessário consultar um nutricionista para este fim, já que apenas um profissional a saúde é capaz de estabelecer o que é preciso para seu organismo, sem que o afete.

 

Quais os remédios para Menopausa?

Como dizemos anteriormente, estamos aqui para te dizer os melhores medicamentos naturais para a menopausa! Lembre-se que vias naturais são mais seguras e sem risco de alergias, como acontece em muitos produtos industrializados. Veja algumas dicas!

 

Linhaça: As sementes de linhaça são opções perfeitas por serem uma verdadeira fonte de fibras, proteínas, ômega 3, manganês, fósforo, cobre, selênio e vitamina B1. A linhaça contém características que diminuem os sintomas da menopausa.

 

Chá de Amora: Para menopausa, esse chá pode contribuir para a amenização dos sintomas e também pela falsa reposição de estrogênio no corpo. Ele é capaz de simular as atividades que o hormônio costuma realizar dentro do organismo. Ademais, o chá de amora também é útil para evitar ondas de calor.

 

Óleo de Prímula: Para a menopausa, o óleo pode estar associado ao benefício de alívio das alterações causadas pela menopausa e também da TPM, que é intensificada durante a pré-menopausa e o climatério. Há relatos que também pode diminuir a frequência de fogachos noturnos.

 

Óleo de coco: A secura vaginal pode ser um sintoma de grande incômodo para as mulheres. Pensando nisso, recomendamos o uso de óleo de coco para maiores lubrificações na vagina. Por ser natural, não possui contraindicação se usado na parte externa da vulva e não apresenta riscos de alergias.

 

Erva-de-São-João: É comumente conhecida por tratar depressão e a inflamação, mas pode ser usada para casos de menopausa também. Fadiga, ansiedade, estresse, depressão, falta de foco, libido diminuída e insônia podem ser solucionados com o uso dessa erva.

 

Soja: Devido as suas isoflavonas, o aumento da produção de estrogênio pode ser possível durante a menopausa, o que diminui os sintomas indesejados e a ondas de calor em excesso durante esse período. A dica é principal é consumir a soja apenas se for orgânica!

 

Raiz de Alcaçuz: Adoçante natural 30 vezes mais doce que o açúcar, pode diminuir consideravelmente o calor excessivo sentido por mulheres que estão na menopausa. Além disso, a raiz pode ser capaz de equilibrar o humor e promover maiores sensações de prazer e bem-estar.

 

Conheça alguns tratamentos para Menopausa

Tratamento Hormonal para Menopausa: Esse tipo de tratamento consiste na reposição hormonal no corpo da mulher que passou pela menopausa, com intuito de amenizar os efeitos causados pela etapa natural do corpo humano. Porém, em casos de câncer por exemplo, ele é contraindicado.

 

Fitoterapia: A utilização de plantas para finalidade de tratar a menopausa é devido a presença de estrógenos presentes nos vegetais, chamados de fitoestrógenos. Entretanto, ele possui uma ação mais fraca que o estrógeno humano, o que remete a um cuidado maior com o consumo, para que o usuário não exagere. Uma vantagem complementar é a diminuição de risco do câncer de mama. 

Blog Naturemed