Nenhum produto encontrado nessa categoria.

Isoflavona

 

A isoflavona pode ser a alternativa encontrada para melhorar a sua alimentação, ou potencializar as suas dietas! Muitos cardápios são bem elaborados, mas precisam de compostos que sejam efetivos para alcançar os resultados em que foram criados para atingir! Porém, é um pouco complicado de achá-los por conta própria.

 

Entretanto, viemos apresentar esse composto orgânico natural que está presente em diversos alimentos! Com isso, fica fácil encaixar em qualquer momento do dia! Falaremos sobre o que ele é, para que serve, além de listar os seus benefícios e dar mais dicas sobre compra e consumo! Se você gostou, continue lendo e veja o poder que a isoflavona possui!

 

O que é Isoflavona?

Flavona é um composto que costuma ser presente em variados alimentos como frutas e legumes. Porém, isoflavona, possui quase o mesmo conceito. A diferença é sua estrutura química que adquire ramificações isoladas, em relação a cadeia comum, o que facilita a absorção e fornecimento de benefícios!

 

Com a cadeia formada nesse arranjo, ela se assemelha bastante com o estrógeno, hormônio sexual das mulheres, que em decaimento gera os sintomas de TPM, por exemplo. Dessa maneira, ela é encontrada em alguns tratamentos femininos destinados a esse e outras adversidades hormonais!

 

Quais os nutrientes da Isoflavona?

Não só como sua estrutura química diferenciada, a isoflavona também possui uma nutrição impecável. Primeiramente, é muita conhecida por servir como fonte energética para praticantes de exercícios físicos! Ela é rica em proteínas que ajudam na realização desse processo natural.

 

Outro detalhe é sua importância em dietas de emagrecimento, assunto que abordaremos de maneira mais aprofundada nos tópicos posteriores! Agora, se quer realmente saber o que você pode encontrar na bula da isoflavona, temos uma boa notícia! Vamos listar os principais agentes presentes em sua composição e seus detalhes, veja;

 

Carboidratos: são basicamente as principais moléculas ingeridas quando nos alimentamos! Como possui várias categorias, são presentes em quase todos os alimentos que nos dão energia. Isso ocorre por meio da respiração celular, quando glicoses são fragmentadas e convertidas em energia!

 

Fibras alimentares: São grandes colaboradoras contra a fome intensa! Sim, elas ajudam a aumentar sua saciedade, sendo essencial para dietas de emagrecimento. Esses componentes podem fabricar uma espécie de gel em volta das paredes estomacais, o que causa uma sensação de satisfação alimentícia.

 

Proteínas: As proteínas são grandes cadeias formadas por aminoácidos que são considerados essenciais para o corpo humano. Isso porque elas possuem pigmentos que o organismo, por si só, não consegue produzir de maneira suficiente para nutrir o corpo. Por isso, é um bom componente da isoflavona para promover a saúde do consumidor.

 

Para que serve a Isoflavona?

A priori, como há uma semelhança entre o composto e o hormônio feminino, a principal demanda de fontes de isoflavona é para suprir a ausência de estrógeno causada em determinado período do ciclo menstrual, o que reduz, de forma significativa, os sintomas de menopausa como cólicas e ondas de calor.

 

Outra função da isoflavona é combater a trombose, uma doença que atinge o sistema cardiovascular. Além disso, também possui características positivas para o emagrecimento ou ganho de massa muscular, já que possui grandes teores de fibras alimentares e proteínas para o melhor desempenho em treinos!

 

Isoflavona engorda?

Como falamos acima, a composição da susbtância baseia-se em carboidratos, fibras e proteínas. Dissemos também que as fibras são importantes para dietas que envolvem a perda de peso, já que elas são estruturas que favorecem a sensação de saciedade e atua na proteção da parede estomacal, o que também favorece a formação do bolo fecal.

 

Com isso, podemos afirmar que a isoflavona não engorda, já que favorece o emagrecimento e possui quantidades de energia para incentivar o desempenho de exercícios físicos feitos pelo consumidor. Sendo assim, ela apresenta todas ações necessárias para confirmar a inexistência do risco de engordar.

 

Outros benefícios da Isoflavona:

Como podemos observar, a isoflavona atua de maneira exemplar no organismo humano! Sua capacidade trazer benefícios para o corpo é imensa e merece muito destaque! Porém, se você acha que as vantagens de consumo pararam por aqui, está enganado! Graças ao número de nutrientes em sua composição, é possível expandir essa característica positiva!

 

Falamos anteriormente sobre as qualidades do composto, de uma maneira em que abordamos apenas os benefícios destacados do produto. Entretanto, ainda há os pontos importantes sobre as vantagens adicionais do suplemento, no qual envolve a ação de coadjuvantes, que complementam sua estrutura. Veja a seguir, quais são eles:

 

Proteínas com grande potencial biológico: as proteínas são os compostos responsáveis por fornecer energia ao corpo, ou melhor, a síntese direta de ATP. Seus aminoácidos são divididos em várias reações de catálise, por enzimas específicas para cada código genético inserido, que no caso, é a sequência desses componentes.

 

Dessa maneira, a isoflavona pode conter todos os aminoácidos que são considerados essenciais para o organismo, ou seja, que o corpo não consegue produzir quantidades suficientes sozinhos. Dessa forma, o suplemento é benéfico especialmente para as áreas do cabelo, das unhas e da pele.

 

Aliada para dietas: regras no cardápio são interessantes para manter uma saúde estável e segura! Sendo assim, compostos com isoflavonas de soja, por exemplo, são fundamentais para aqueles que querem emagrecer, manter ou peso, ou aumentar a quantidade de massa magra, de uma maneira agradável.

 

Como o composto faz parte de um grupo de derivações de soja, além de outros alimentos como o feijão (que é rico em vitaminas, ferro e principalmente a B12, usada para conversões de energia), é uma ótima alternativa para inserir numa dieta, independente do fim que ela esteja sendo montada.

 

Maior desenvolvimento para músculos: O aumento da massa muscular é propiciado pela quantidade proteínas e carboidratos consumidos ao longo da alimentação, seja antes ou depois dos exercícios físicos feitos pelo praticante. Se for antes, as proteínas possuem a função de fornecer maiores quantidades de força para os músculos.

 

Por isso, quando se consome isoflavonas antes dos treinos começarem, talvez possa ser motivo de fortalecimento dos músculos do corpo! Como o composto é rico em proteínas, elas se fragmentam e são transformadas em energia para essas regiões, o que garante um alto desempenho durante a realização de exercícios.

 

Melhor atuação do intestino: As fibras alimentares são estruturas que possuem foco de origem em alimentos considerados vegetais, como verduras, legumes, etc. Entretanto, quando se trata do nosso assunto, geralmente, suas cápsulas são complementadas com grandes teores desses compostos, sendo bastante concentradas.

 

Elas possuem a função de fabricar um gel para as paredes intestinas, facilitando a locomoção dos alimentos, quando ingeridos. Dessa maneira, pode-se perceber que a bula do isoflavona contém diversos componentes essenciais para a homeostase. Com isso, o trânsito intestinal é melhorado e a formação do bolo fecal é facilitada.

 

Reduz os sintomas de TPM: Sabemos que a TPM é causada pela diminuição do hormônio estrógeno em determinado período do ciclo menstrual da mulher. A diminuição desse agente pode resultar em sintomas significativos para atrapalhar o bem-estar feminino, como cólicas, dores nos seios, calor, entre outros.

 

Contudo, a isoflavona pode atuar de forma semelhante ao hormônio feminino, garantindo maior estabilidade na saúde da mulher, durante esses seletivos dias. Isso faz com que a isoflavona supra ausência do estrógeno, impedindo que o corpo feminino sofra as alterações significativas nesse período.

 

Controla a diabetes: A diabetes é uma enfermidade que ataca a normalização dos níveis glicêmicos em todo o sangue do corpo humano. Isso ocorre devido a incapacidade de repartir as moléculas de açúcar quando ingeridas, deixando o plasma sanguíneo com um aspecto supersaturado.

 

Com isso, é correto dizer que as isoflavonas podem combater a diabetes de maneira significativa para o afetado. Elas evitam que ocorram complicações no quadro da doença, como insuficiência renal e se alia às fibras alimentares, para prevenir o tipo 2 da doença, além de controlar os níveis de glicose.

 

Protege a pele: a epiderme é um dos tecidos com camadas mais externas do corpo, em relação às outras, como tecido conjuntivo, ósseo, etc. Sendo assim, uma das partes dessa estrutura é a formação da pele, que é exposta frequentemente a diversos fatores externos, como radiação solar, poluição no ar, entre outros.

 

Dessa forma, é necessário manter um padrão de estética e saúde para essa camada, o que necessita de muitos nutrientes, disponíveis em alimentos. A boa notícia é que quase todos eles podem ser encontrados nas isoflavonas em suplementos para pele. Embora ainda não seja integralmente comprovado, alguns testes estão servindo como prova.

 

Contra osteoporose: A falta de cálcio pode gerar diversos problemas para a estrutura óssea do corpo, já que milhões de moléculas desse sal mineral são responsáveis pelo fortalecimento dos ossos, além de regeneração das áreas desgastadas nas articulações, por movimentos que fazemos normalmente ao longo do tempo.

 

Sem o cálcio, essas áreas não possuem a manutenção adequada e estão sujeitas a doenças como osteoporese. Entretanto, suplementos de isoflavona podem ser participativos nesses tratamentos, visto que ela pode auxiliar na massa óssea. Geralmente, é combinada com copos de leite desnatado, para aumentar a absorção do mineral.

 

Alto valor energético: A grande sacada do uso de isoflavona é o seu potencial para fornecer a quantidade de ATP mais que necessária para o corpo, por seu alto teor de proteínas em sua composição. Uma grande extensão de benefícios é gerada justamente por essa característica principal nos consumidores.

 

Alguns suplementos são acrescidos de fósforo, um importante sal mineral que ajuda na formação de ATP, já que o nome do composto é adenosina tri-phosphato, que derivada das moléculas de fósforo. Elas são importantes para a construção dos aglomerados de energia e essencial para a respiração celular.

 

Quais as formas de uso e como tomar?

Antes de começar a falar sobre os métodos de uso, devemos ressaltar a importância de adquirir essas formas de consumo em fontes naturais. Por exemplo, cápsulas devem ser adquiridas em lojas de produtos naturais, já que os industrializados apresentam aditivos que podem gerar riscos de reações alérgicas.

 

Já o preço da isoflavona, varia de acordo com a forma de uso que está comprando, mas em relação aos demais, temos o melhor preço do mercado! Por isso, se quer saber quais são esses meios de consumo e como usá-los, listamos as principais fontes do composto para que você saiba de todos os detalhes, veja!

 

Isoflavona em Amora: Como vocês sabem, a amora é um fruto capaz de obter várias derivações, sendo altamente benéfica para o nosso corpo! Como possui o nosso referido composto em sua composição, ela pode ser inserida em uma dieta de inúmeros modos! Um bom exemplo é o seu suco!

 

Isoflavonas em Soja: a soja também possui suas especificações, especialmente quando se trata de isoflavonas! A carne de soja por exemplo, é uma ótima alternativa para quem deseja ter mais proteína e qualidade de saúde! Não só como a carne, mas outras derivações também são importantes para essa característica.

 

Isoflavonas em Cápsulas: Algumas farmáciasde manipulação produzem cápsulas concentradas de isoflavonas para consumo diário. Porém, é valido levar em consideração dois fatos: Primeiro, deve ser sempre indicado por um médico ou nutricionista. Afinal, mesmo que seja benéfico, a real necessidade do corpo dependerá dessa decisão.

 

Segundo, como são unidades altamente concentradas, talvez terá de renunciar as fontes alimentares de isoflavona em seu cardápio. As duas formas consumidas simultaneamente poderiam acarretar um excesso do composto em seu corpo, produzindo efeitos colaterais significativos para um incômodo enorme!

 

Tem efeitos colaterais e contraindicação?

O consumo em excesso de isoflavonas pode desencadear efeitos colaterais para o consumidor, como náuseas, vômitos e mal-estar. Incentivamos a procurar um nutricionista previamente ao uso do composto, para que ele possa determinar as dosagens necessárias para o seu corpo, de acordo com suas especificações.

 

Ademais, é contraindicado para pessoas que possuem hipersensibilidade ao extrato de soja ou falência dos rins, crianças menores de 10 anos, gestantes ou mulheres que estejam em fase de amamentação! Mulheres com menos de 18 anos, que possuem complicações sérias com estrogênio, devem consultar o médico, para que não afete a maturação sexual.

Blog Naturemed