Nenhum produto encontrado nessa categoria.

Dente de Leão


Dente de Leão tem se popularizado cada vez mais, principalmente por possuir propriedades importantes para o bom funcionamento digestivo, sendo muito eficaz para o tratamento desses problemas e enfermidades. Sendo assim, ele tem auxiliado muitas pessoas no tratamento dessas doenças.


Ainda, é importante destacar que o Dente de Leão tem sido uma alternativa natural, para quem deseja fugir de remédios com efeitos colaterais fortes. Dito isso, o consumo dessa planta está praticamente livre de efeitos colaterais fortes, a não ser em pessoas que já apresentam características alérgicas.


Dessa forma, ele pode ser preparado de diferentes formas, o que confere uma versatilidade e uma variedade de modos de preparo, podendo se adequar da melhor maneira a sua rotina. Nesse sentido, há o chá de Dente de Leão, o formato em cápsulas, mas iremos abordar isso mais para frente, para que você possa compreender melhor sobre o assunto.


Por fim, deve-se entender que os estudos acerca do Dente de Leão e seu significado e benefícios, como forma de entender mais a fundo o que é Dente de Leão e para que serve Dente de Leão. Sendo assim, será mais fácil entender os mecanismo de ação e o porquê dessa planta ser tão benéfica ao organismo humano.

 

O que é o Dente de Leão?

Dente de Leão, ou Taraxacum officinale, é uma planta que também recebe os nomes de quartilho, coroa-do-monge e taráxaco. Ainda, é conhecida por apresentar um caule ereto e oco, com folhas divididas em segmentos profundos, além do Dente de Leão apresentar uma flor de coloração amarelada, podendo a planta atingir 30 centímetros.


Nesse sentido, há benefícios identificados tanto no extrato da flor de Dente de Leão, quanto das folhas e raízes. As raízes e flores são benéficas para o organismo, no entanto há algumas funções que somente as folhas podem proporcionar ao organismo, auxiliando na regulação e no tratamento de algumas enfermidades.


Ainda, a planta Dente de Leão apresenta inúmeras propriedades, que garantem o bom funcionamento do organismo humano e apresentam benefícios incontáveis. Sendo assim, é importante entender como ela age no organismo e todas as suas propriedades que garantem todas essas vantagens.


Dito isso, embora o Dente de Leão seja de origem européia, ele é uma planta que está presente em todo o território brasileiro e que cresce em torno dele com muita facilidade. Além disso, é uma planta comestível e pode ser consumida sem passar por outros processos, visto que é classificada como Panc (planta alimentícia não convencional).

 

Quais os nutrientes do Dente de Leão?

Como sabemos, o Dente de Leão apresenta inúmeros benefícios para a saúde humana, sendo importante conhecê-los para aproveitá-los em sua totalidade. Dito isso, é preciso lembrar que eles são advindos dos nutrientes presentes na planta e, sem dúvidas, ela apresenta uma riqueza deles.


Nesse sentido, é importante conhecer todos os nutrientes do Dente de Leão e entender como eles atuam no organismo, de forma a entender como os benefícios por ele proporcionados ocorrem de fato. Por isso, preparamos uma lista exclusiva com os principais nutrientes do Dente de Leão. Confira-os a seguir!


Vitamina A: A vitamina A é uma importante aliada na manutenção da saúde dos olhos, proporcionando benefícios à visão, além de ter uma importante atuação na manutenção da saúde da pele e proporcionar o crescimento.


Vitaminas do complexo B: As vitaminas do complexo B possuem grande importância principalmente no que diz respeito à manutenção da saúde e do bom funcionamento do sistema neurológico.


Vitamina C: A vitamina C possui importante papel um antioxidantes, ou seja, é importante para a saúde da pele, unhas, cabelos e, principalmente, para o fortalecimento do sistema imunológico.


Vitamina E: A vitamina E tem um importante papel como antioxidante, assim como a vitamina C, protegendo o organismo da ação de radicais livres e proporcionando um sistema imune mais forte e uma pele mais saudável.


Vitamina K: A vitamina K apresenta um papel essencial no que diz respeito da manutenção e preservação da saúde óssea. Além disso, ela é responsável pela regulação da coagulação sanguínea.


Cálcio: O cálcio, como já é de conhecimento geral, é imprescindível para a manutenção da saúde e fortalecimento de ossos e dentes.


Ferro: O ferro é um importante aliado cardíaco, auxiliando na manutenção das funções e saúdes do coração e é conhecido, principalmente, por evitar a anemia.


Potássio: O potássio possui diversas funções dentro organismo e, dentre elas podemos citar sua importância na contração muscular, condução nervosa, freqüência cardíaca, produção de energia e síntese de ácidos nucleicos e proteínas.

 

Zinco: O zinco, por sua vez, possui um importante efeito antioxidante, auxiliando na digestão de proteínas e na disfunção sexual.

 

Para que serve o Dente de Leão?

Como dito anteriormente, o Dente de Leão é extremamente benéfico e tem muito a acrescentar na manutenção da saúde humana, garantindo o bom funcionamento de inúmeros órgãos. Sendo assim, é importante conhecer a função e os benefícios que seu consumo apresenta para a saúde humana.


Nesse sentido, é importante ressaltar que o Dente de Leão apresenta propriedades antioxidante, anti-inflamatória, hepato-protetora e analgésica. Dessa forma, a partir dessas propriedades, é possível afirmar que o consumo dessa planta é indicado para o tratamento de diversas enfermidades.


Sendo assim, dentre elas é possível citar o tratamento de problemas digestivos, falta de apetite, transtornos biliares e doenças hepáticas. Além disso, é indicado também para o tratamento de gota, reumatismo, eczemas e afecções renais ou vesicais, podendo ser extremamente benéfico nesses casos.

 

Dente de Leão emagrece?

Dente de Leão emagrece se utilizado da maneira correta. Isso ocorre visto que suas propriedades proporcionam isso, principalmente por ser um diurético e antioxidante. Além disso, ele atinge principalmente o sistema digestivo, proporcionando a melhora do trânsito intestinal, que por si só já é benéfico ao processo de emagrecimento.


Outrossim, o Dente de Leão é um potencial inibidor de apetite, ou seja, caso seja combinado com uma dieta saudável, será mais fácil permanecer nela, sem o desejo de consumo alimentar compulsivo. Além disso, é importante combinar o consumo da planta com uma rotina de exercícios físicos, a fim de conseguir resultados mais satisfatórios.

 

Outros benefícios do Dente de Leão:

Como vimos, o Dente de Leão apresenta inúmeros benefícios e pode ser bastante eficaz no tratamento e combate a diversas enfermidades. Sendo assim, é certo que a introdução dessa planta em sua alimentação poderá lhe a ajudar na manutenção da sua saúde e, além disso, até mesmo a alcançar a tão sonhada perda de peso.


Nesse sentido, faz-se importante destacar que é preciso conhecer todas as vantagens proporcionadas com a inserção dessa planta em sua alimentação. Dessa forma, preparamos uma lista exclusiva abaixo com os principais benefícios do Dente de Leão, além dos já citados anteriormente. Confira a seguir!


Melhora sintomas de gripe e resfriado: O consumo de Dente de Leão pode auxiliar na melhora dos sintomas de gripes e resfriados. Tal efeito se deve às substâncias presentes na planta. Ainda, o chá Dente de Leão pode ser muito eficaz para o combate de infecções, além da presença de vitamina C que é muito eficaz no tratamento e prevenção dessas doenças, bem como o fortalecimento do sistema imune proporcionado por ela e pela presença da vitamina K em sua composição.


Auxilia no tratamento da diabetes: Algumas pesquisas afirmam que o consumo do Dente de Leão pode auxiliar no tratamento da diabetes. Isso se deve à ação dessa planta, de acordo com pesquisas, em elevar a síntese de insulina pelo pâncreas e, consequentemente, auxiliar no tratamento dessa doença.


Controla os níveis de colesterol: De acordo com o International Journal of Molecular Science, a raiz e as folhas do Dente de Leão possuem potencial em controlar os níveis de colesterol. Dessa forma, os ativos eliminam o colesterol ruim existente nas artérias e, desse modo, auxiliar na prevenção da aterosclerose, que é uma doença caracterizada pela interrupção do fluxo sanguíneo na artéria.


Ajuda no combate ao câncer: Um estudo publicado pelo Journal of Oncology, afirmou que o extrato da folha de Dente de Leão foi capaz de reduzir o número de células cancerosas na mama e na próstata. Além disso, sua função antioxidante auxilia no combate dessa enfermidade, uma vez que atua impedindo a ação de radicais livres.


Estimula a produção da bile: Devido à presença de zinco e esteróis, responsáveis pela limpeza de toxinas do organismo, a planta tem o papel de proteção das células, principalmente do fígado. Dito isso, suas propriedades preservam as células hepáticas de danos e auxiliam na melhora de seu funcionamento, produzindo uma bile eficaz. 

 

Ação antioxidante: O Dente de Leão apresenta uma importante ação antioxidante, ou seja, possui como função o impedimento da ação dos radicais livres, responsável por, em excesso, de trazer muitas doenças para o organismo humano, além de favorecer o envelhecimento precoce.


Aliado da pele: Como dito, por apresentar uma ação antioxidante, o consumo de Dente de Leão favorece na preservação da saúde da pele e impede o envelhecimento precoce das células, garantindo uma pele jovem e saudável. Ainda, a vitamina A presente na planta, age na reparação do epitélio da pele.


Efeito diurético: O Dente de Leão possui um importante efeito diurético, sendo assim, é muito eficaz na prevenção de doenças renais e urinarias, visto que aumenta a eliminação de líquidos do corpo. Além disso, pesquisas realizadas apontam que, diferentemente de outras substâncias, a planta impede que muito potássio saia pela urina nesse processo.


Melhora o trânsito intestinal: O Dente de Leão, principalmente por meio do chá feito a partir das raízes da planta, é responsável pela melhora do trânsito intestinal, podendo atuar até mesmo como um potencial laxante. Além de ser um importante aliado na solução de problemas intestinais.

 

Quais as formas de uso e como tomar?

Como dito anteriormente, consumir o Dente de Leão pode auxiliar em diversos aspectos em sua saúde, principalmente no que diz respeito a problemas digestivos. Além disso, ele pode ser um importante aliado na prevenção de doenças como câncer, aterosclerose e diabetes, além de cuidados com a pele.


Dito isso, é importante dizer que é uma planta muito versátil e que permite o consumo humano de diferentes formas. Desse modo, ela é capaz de se adequar da melhor maneira a sua rotina, apresentando-se em forma de chás, obtidos a partir de extratos de suas raízes, folha e flores, cápsulas ou então in natura.


Sendo assim, é de extrema importância obter o conhecimento necessário sobre cada uma dessas formas de uso e as dosagens diárias recomendadas, para não consumi-la em excesso, a fim de impedir reações inesperadas. Por isso, preparamos uma as principais formas de uso e como administrar o Dente de Leão de forma consciente. Veja a seguir!


Dente de Leão em cápsulas: Recomenda-se o consumo de 2 cápsulas de 250 mg ao dia.


Chá de Dente de Leão: O chá de Dente de Leão pode ser preparado de diversas maneiras, no entanto, deixaremos uma receita que pode lhe atender. Para tanto, será necessária 1 colher (sopa) de raiz de Dente de Leão e 200 ml de água fervente. Junte os dois em um recipiente e deixe-os repousando por 10 minutos, após isso, coe, deixe amornar e beba até 3 vezes ao dia.


Dente de Leão in natura: Como vimos, o Dente de Leão é considerado um Panc (planta alimentícia não convencional), ou seja, ele pode ser consumido sem ter que passar por nenhum dos processos anteriores e garantir, da mesma maneira, os benefícios apresentados anteriormente. 

 

Tem efeitos colaterais e contra-indicação?

Por se tratar de um medicamento natural, a ocorrência de efeitos colaterais é rara quando se trata do consumo de Dente de Leão. No entanto, é preciso atentar-se às dosagens recomendadas, para que não ocorram efeitos indesejados, como azia e diarréia, decorrentes desse consumo excessivo.

 

Por fim, seu uso é contraindicado em crianças menores de dois anos e pessoas que possuam obstrução dos dutos biliares e do trato intestinal, gastrite, úlcera gastroduodenal e cálculos biliares. Ainda, lembre-se sempre de consultar seu médico ou nutricionista antes de incluí-lo em sua dieta, a fim de tomar a dosagem correta e evitar possíveis efeitos indesejados.

 

 

Blog Naturemed