Nenhum produto encontrado nessa categoria.

Calêndula

 

A Calêndula tem se popularizado cada vez mais e tem auxiliado muitas pessoas, principalmente no tratamento da pele. Tal fato é explicado pelas propriedades da planta e pela sua riqueza de nutrientes que a tornam muito eficaz para casos de infecções e queimaduras na pele, favorecendo sua saúde.

 

Ainda, a Calêndula apresenta uma enorme variedade de formas de uso, fator que facilita o acesso e manuseio do produto por parte do consumidor. Desse modo, é possível observar os seguintes modos de uso: chá de Calêndula, óleo de Calêndula, pomada de Calêndula, sabonete de Calêndula, spray de Calêndula, extrato de Calêndula e em cápsulas.

 

Nesse sentido, ela é uma planta que auxilia e muito na manutenção da saúde. Embora seu uso mais comum seja para tratar inflamações da pele, queimaduras ou infecções, devido a sua ação anti-inflamatória, a Calêndula pode apresentar inúmeros outros benefícios ao organismo e auxiliar na manutenção da saúde.


Portanto, faz-se necessário conhecer um pouco mais sobre essa planta e entender seu mecanismo de ação no corpo humano. Por isso, iremos abordar nesse post sobre Calêndula para que serve, Calêndula benefícios, o que é, formas de uso e, por fim, quais as contraindicações e restrições quanto ao seu consumo.

 

O que é a Calêndula?

A Calêndula é uma planta medicinal cujo nome científico é Calêndula officinalis. Dito isso, ela também recebe outras denominações populares, como bem-me-quer, mal-me-quer, maravilha, margarida dourada ou verrucária, sendo muito utilizada para o tratamento de problemas relacionados à pele.


Nesse sentido, a planta é nativa da África Central e foi trazida ao Brasil em meados do século XVIII. Ainda, a parte mais utilizada da Calêndula é a flor, sendo essa, a mais rica em nutrientes, benéfica ao organismo, além disso, é importante observar que a flor diminui de tamanho ao se deparar com temperaturas noturnas.


Sendo assim, é uma planta muito sensível à falta de água nos períodos de estiagem, fator que acaba comprometendo sua produtividade, fazendo-se necessários sistemas de irrigação para seu plantio. Desse modo, a Calêndula se desenvolve melhor e apresenta maior produtividade durante o inverno.


Por fim, é uma planta muito utilizada pelas indústrias farmacêuticas, uma vez que é muito benéfica à manutenção da saúde, principalmente da pele. Além disso, também é muito utilizada pelas indústrias cosmética e alimentícia e pela população em geral por causa das suas atividades anti-inflamatória e antiedematosa.

 

Quais os nutrientes da Calêndula?

A Calêndula é uma planta riquíssima em nutrientes que, auxiliam a manutenção de bons resultados, decorrentes de seu uso constante e equilibrado. Dito isso, é muito benéfica à saúde humana e merece um papel de destaque em meio aos produtos de estética e farmacêutico, sendo essencial para a pele e o corpo mais saudável.


Ainda, a Calêndula apresenta inúmeros benefícios. Dito isso, faz-se necessário destacar que cada um desses benefícios é decorrente de propriedades e nutrientes presentes na composição dessa planta, sendo eles os principais responsáveis pela diversidade de benefícios decorrentes de seu consumo adequado.


Sendo assim, é muito importante conhecer quais são esses nutrientes e quais são seus mecanismos de ação no corpo humano, entendendo como agem em nosso organismo. Por isso, preparamos uma lista exclusiva com os principais nutrientes da Calêndula e suas respectivas funções. Confira a seguir!


Flavonoides: Os flavonoides possuem uma importante ação antioxidante, impedindo a ação de radicais livres e, consequentemente, retardando o envelhecimento celular. Além disso, apresenta ações anti-inflamatórias, vasodilatadora, analgésica, anticancerígena, anti-hepatotóxica, bem como atividade antimicrobiana e antiviral.


Carotenoides: Os carotenoides são pigmentos lipossolúveis responsáveis pela coloração alaranjada, avermelhada ou amarelada presentes nas plantas. Além disso, auxiliam na proteção da planta contra danos e apresentam ação antioxidante. 


Taninos: Os taninos são compostos naturais produzidos por diversas plantas. Dito isso, são responsáveis por impedir que predadores comam suas frutas, folhas e sementes antes do amadurecimento completo e, ainda, a planta libera os taninos, que provocam sensação de ressecamento na boca.


Saponinas: As saponinas são poderosas antioxidantes, que protegem as células contra os radicais livres, ajudando a prevenir alterações no DNA que podem levar a doenças como câncer. Além disso, seu poder antioxidante também reduz a formação de placas de ateroma nos vasos sanguíneos, prevenindo problemas como infarto e AVC.


Cumarinas: As cumarinas são utilizadas comumente como broncodilatadores e expectorantes no tratamento de doenças respiratórias como a asma, bronquite, gripe, tosse e resfriado.


Vitamina B: As vitaminas do complexo B são responsáveis pela saúde emocional e mental do ser humano, sendo fundamentais para evitar e tratar casos de depressão e ansiedade. Além disso, auxilia na manutenção da saúde dos nervos, pele, olhos, cabelos, fígado e boca, assim como da tonicidade muscular do aparelho gastrintestinal.


Silício: O silício é um mineral responsável por regular o metabolismo de muitos tecidos do corpo e uma das suas principais funções consiste na síntese de colágeno tipo I e elastina. Sendo assim, ele apresenta uma ação regeneradora e reestruturante sobre a pele, conferindo-lhe maior elasticidade e flexibilidade.


Alantoína: A alantoína auxilia na proliferação celular acelerando a regeneração da pele lesada, submetidas e um grande desgaste ou a intempéries do tempo. Por isso, é indicada para o cuidado das mãos, de peles de bebês, dos lábios, queimaduras solares e tratamento de caspa.


Ácido málico: O ácido málico é responsável pela promoção da redução dos sinais de idade, remoção de células mortas, além de ser usado no tratamento da acne. Também mantém a pele hidratada e, consequentemente, com sua aparência jovem e firme. Por fim, ele também está ligado à produção de colágeno no corpo.


Ácido salicílico: O Ácido Salicílico é responsável pela promoção de uma esfoliação suave e a redução do processo inflamatório, além de auxiliar na diminuição da produção de sebo, diminuir as imperfeições da acne, desobstruir os poros e melhorar a textura da pele.

 

Para que serve a Calêndula?

Como vimos anteriormente, a flor de Calêndula é a parte mais utilizada da planta e que apresenta maior riqueza de nutrientes. No entanto, falaremos sobre os benefícios e a serventia da planta de um modo geral, a fim de compreender melhor sua ação no organismo humano e os motivos de ser tão benéfica.


Sendo assim, a principal serventia da Calêndula é auxiliar no tratamento de problemas relacionados à pele, além de proporcionar uma pele mais saudável e macia. Desse modo, o consumo regular da planta auxilia no tratamento de problemas como acne, inflamações da pele e problemas relacionados à falta de colágeno.


Ainda, o tratamento desses problemas e a manutenção da saúde da pele de um modo geral se dão pela presença dos nutrientes vistos acima, como ácido málico, salicílico, vitamina B, entre outros. Sendo assim, o consumo regular dessa planta é extremamente benéfico para a saúde da pele, além de proporcionar outros benefícios.

 

Outros benefícios do Calêndula:

Como vimos, a Calêndula é riquíssima em nutrientes que favorecem, e muito, a manutenção da saúde humana, principalmente relacionada à pele. Dito isso, é importante entender que os benefícios proporcionados pelo consumo dessa planta, vão além de somente o auxílio na saúde da pele.


Desse modo, é preciso conhecer todos os outros benefícios que podem ser proporcionados pelo consumo adequado e regular da Calêndula, para que você possa aproveitá-los em sua totalidade. Por isso, preparamos uma lista exclusiva com os principais benefícios da Calêndula. Veja abaixo:


Proteção do fígado: De acordo com alguns estudos realizados, o uso adequado do extrato de Calêndula favorece a proteção das células do fígado contra lesões causadas por pelo uso de alguns medicamentos, principalmente o acetominofeno.


Acelera a cicatrização da pele: O principal benefício do uso da Calêndula é, justamente, a aceleração da cicatrização da pele. Tal fato se deve às propriedades anti-inflamatórias, calmantes e antimicrobianas presentes na planta, que além de diminuirem a dor e o inchaço no local, também evitam o desenvolvimento de microrganismos. Outrossim, alguns estudos também apontaram que a Calêndula aumenta a circulação de sangue no local da ferida, estimulando a formação de colágeno, sendo eles os principais responsáveis pela cicatrização.


Regula os níveis de açúcar no sangue: A flor de Calêndula apresenta compostos que aumentam a sensibilidade do organismo à insulina, fazendo com que os níveis de açúcar no sangue se mantenham controlados.


Fortalece o sistema imune: Devido à intensa ação antioxidante da Calêndula, além de outros nutrientes em sua composição, a planta é capaz de favorecer o fortalecimento do sistema imune. Desse modo, a ação de radicais livres é inibida, o que acaba por fortalecer o sistema imunológico.


Alivia inflamações da mucosa: O consumo regular da Calêndula em chá se mostrou muito benéfico para o alívio de inflamações da mucosa, principalmente devido às ações anti-inflamatória, calmante e cicatrizante da planta, podendo também ser usada para diminuir inflamações na boca, como aftas ou gengivite, assim como outras mucosas corporais.


Proteção solar: O óleo de Calêndula pode ser utilizado como um protetor solar, visto que alguns estudos realizados apontaram que esse óleo apresenta propriedades FPS (Fator de Proteção Solar).


Alivia sintomas da TPM: O consumo adequado de Calêndula, ainda pode auxiliar no alívio dos sintomas da TPM. Tal fato se deve à ação calmante da planta, podendo aliviar o estresse e irritabilidade. Além disso, ainda pode auxiliar na regulação do ciclo menstrual.


Combate a retenção de líquido: A Calêndula também é uma planta diurética. Desse modo, é responsável pelo combate da retenção de líquido. Ainda, essa retenção pode ser responsável por causar a sensação de inchaço, levando-nos a acreditar que ganhamos peso, além de favorecer também o surgimento de celulites. Sendo assim, o consumo faz essa sensação desaparecer e ainda pode evitar o aparecimento de celulites.


Protege a saúde do coração: O consumo adequado da Calêndula ainda é responsável pela proteção da saúde do coração, tal fato acontece devido à capacidade da planta de regular os níveis de colesterol no organismo, evitando, dessa forma, a origem de inúmeras doenças relacionadas ao coração.

 

Quais as formas de uso e como tomar?

Como sabemos, a Calêndula é uma planta extremamente benéfica à saúde humana. Além disso, agora também compreendemos que seus benefícios vão muito além de somente manter uma pele limpa, macia e saudável. Dessa forma, seu consumo pode ser extremamente benéfico ao organismo.


Nesse sentido, a Calêndula apresenta inúmeras formas de uso, desde a versão da Calêndula em pomada à versão em cápsulas. Dito isso, seu consumo pode ser feito das mais diversas maneiras, o que facilita muito sua administração no dia-a-dia, além de possuir versões mais direcionadas para tipos específicos de tratamento.


Dessa forma, faz-se necessário conhecer todas as formas de uso dessa planta, bem como o modo correto de administrá-las, para não exagerar na dosagem diária e garantir bons resultados. Por isso, preparamos uma lista com os principais modos de uso da Calêndula e como administrá-los. Veja a seguir!


Chá de Calêndula: Para preparar o chá de Calêndula será necessário colocar 2 colheres de sopa das flores da Calêndula em 1 xícara de chá de água fervente e deixar descansar por 5 minutos. Após esse processo, coe e beba 1/2 xícara de manhã e meia xícara à noite.


Pomada de Calêndula: A pomada de Calêndula deve ser aplicada diretamente na pele, na região onde há a inflamação ou lesão, podendo ser usada de 1 a 2 vezes ao dia.


Óleo de Calêndula: O óleo de Calêndula pode ser utilizado em todo o corpo pós-banho, diretamente no rosto ou nos calcanhares, para promover a manutenção da saúde e evitar ressecamentos.


Sabonete de Calêndula: O sabonete de Calêndula deve ser usado para a higienização do rosto, devendo ser utilizado de 1 a 2 vezes ao dia.


Spray de Calêndula: O spray de Calêndula deve ser usado no local da lesão na pele, sendo aplicado diretamente na região lesionada ou infeccionada.


Extrato de Calêndula: O extrato de Calêndula deve estar presente em quantidade de 5 a 10% em loções, cremes, produtos pós-barba e pós-depilação, shampoos, condicionadores e sabonetes.


Calêndula em cápsulas: Recomenda-se o consumo de 1 a 2 cápsulas de 500mg ao dia.

 

Tem efeitos colaterais e contra-indicação?

Por se tratar de um produto 100% natural, os efeitos colaterais decorrentes do consumo da Calêndula são raros. No entanto, é preciso atentar-se às dosagens máximas diárias, visto que o consumo da planta em excesso pode ocasionar efeitos colaterais indesejados, como reação alérgica na pele, como vermelhidão, inchaço e coceira.


Por fim, o uso de Calêndula é contraindicado em grávidas e crianças com menos de 6 anos. Sendo assim, lembre-se sempre de consultar um médico ou nutricionista antes de inseri-la em sua dieta alimentar, para que os profissionais indiquem o modo de uso mais adequado, bem como as dosagens recomendadas ou possíveis restrições.

Blog Naturemed