• Dolomita em Pó da Melcoprol você encontra para comprar na Naturemed. A Dolomita é um mineral composto por carbonato de cálcio e magnésio. A dolomita promove o aumento e elasticidade muscular e melhora o sistema imune.
    Melcoprol
    Product ID: 338
    Product SKU: 338
    New In stock />
    Dolomita em Pó - 300g - Melcoprol
    • -27% OFF
    Dolomita em Pó - 300g - Melcoprol

    Dolomita em Pó - 300g - Melcoprol

    De:R$25,90
    Por: R$ 18,90
  • Cálcio + Vitamina D3 em Cápsulas da Fito Naturais você encontra para comprar na Naturemed. O Cálcio + Vitamina D3 auxilia na prevenção do aparecimento de osteoporose e reduzir o risco de fraturas.
    Fito Naturais
    Product ID: 23
    Product SKU: 23
    New In stock />
    Cálcio e Vitamina D3 - 60 Cápsulas - Fito Naturais
    • -23% OFF
    Cálcio e Vitamina D3 - 60 Cápsulas - Fito Naturais

    Cálcio e Vitamina D3 - 60 Cápsulas - Fito Naturais

    De:R$25,90
    Por: R$ 19,90
  • Dolomita da Melcoprol você encontra para comprar na Naturemed. A Dolomita é um mineral composto por carbonato de cálcio e magnésio. A dolomita promove o aumento e elasticidade muscular, melhora o sistema imune e ajuda nas articulações.
    Apisnutri
    Product ID: 362
    Product SKU: 362
    New In stock />
    Dolomita em Pó - 200g - Apisnutri
    • -30% OFF
    Dolomita em Pó - 200g - Apisnutri

    Dolomita em Pó - 200g - Apisnutri

    De:R$19,90
    Por: R$ 13,90
  • Calcium E + D3 da Melcoprol você encontra para comprar na Naturemed. O Calcium E + D3 é a base de dolomita, é enriquecido com as vitaminas D e E, além de antioxidantes naturais que ajudam a prevenir o envelhecimento.
    Melcoprol
    Product ID: 711
    Product SKU: 711
    New In stock />
    Calcium E e D3 - 60 Cápsulas - Melcoprol
    • -25% OFF
    Calcium E e D3 - 60 Cápsulas - Melcoprol

    Calcium E e D3 - 60 Cápsulas - Melcoprol

    De:R$31,90
    Por: R$ 23,90
  • Dolomita da Melcoprol você encontra para comprar na Naturemed. A Dolomita é um mineral composto por carbonato de cálcio e magnésio. A dolomita promove o aumento e elasticidade muscular, melhora o sistema imune e ajuda nas articulações.
    Melcoprol
    Product ID: 208
    Product SKU: 208
    New In stock />
    Dolomita - Cálcio Maxx - 60 cápsulas - Melcoprol
    • -26% OFF
    Dolomita - Cálcio Maxx - 60 cápsulas - Melcoprol

    Dolomita - Cálcio Maxx - 60 cápsulas - Melcoprol

    De:R$26,90
    Por: R$ 19,90
  • Dolomita da Melcoprol você encontra para comprar na Naturemed. A Dolomita é um mineral composto por carbonato de cálcio e magnésio. A dolomita promove o aumento e elasticidade muscular, melhora o sistema imune e ajuda nas articulações.
    Melcoprol
    Product ID: 206
    Product SKU: 206
    New In stock />
    Dolomita - Cálcio Maxx - 120 cápsulas - Melcoprol
    • -8% OFF
    Dolomita - Cálcio Maxx - 120 cápsulas - Melcoprol

    Dolomita - Cálcio Maxx - 120 cápsulas - Melcoprol

    De:R$32,50
    Por: R$ 29,90
  • Dolomita da Apisnutri você encontra para comprar na Naturemed. Dolomita é um mineral composto por carbonato de cálcio e magnésio. A dolomita promove o aumento e elasticidade muscular, melhora o sistema imune e ajuda nas articulações.
    Apisnutri
    Product ID: 376
    Product SKU: 376
    New In stock />
    Dolomita - 60 Cápsulas - Apisnutri
    • -27% OFF
    Dolomita - 60 Cápsulas - Apisnutri

    Dolomita - 60 Cápsulas - Apisnutri

    De:R$21,90
    Por: R$ 15,90
  • Melcoprol
    Product ID: 1085
    Product SKU: 1085
    New In stock />
    Cálcio + D3 - 100 Cápsulas - Melcoprol
    • -18% OFF
    Cálcio + D3 - 100 Cápsulas - Melcoprol

    Cálcio + D3 - 100 Cápsulas - Melcoprol

    De:R$27,90
    Por: R$ 22,90
  • Calcium E + D3 em Cápsulas da Melcoprol você encontra para comprar na Naturemed. O Calcium E+ D3 é a base de dolomita, é enriquecido com as vitaminas D e E, além de antioxidantes naturais que ajudam a prevenir o envelhecimento.
    Melcoprol
    Product ID: 434
    Product SKU: 434
    Calcium E e D3 - 100 Cápsulas - Melcoprol
    • -30% OFF
    Calcium E e D3 - 100 Cápsulas - Melcoprol

    Calcium E e D3 - 100 Cápsulas - Melcoprol

    Esgotado!
  • Ossofort Ômega 3 você encontra para compra na Naturemed. Ossofort Ômega 3 com menor preço, que pode ajudar no controle da pressão, combate a depressão, alivia os sintomas da artrite e auxília no diabetes.
    Katiguá
    Product ID: 765
    Product SKU: 765
    Ômega 3 com Cálcio e Vitamina D - OssoFort - 60 Cápsulas - Katiguá
    • -34% OFF
    Ômega 3 com Cálcio e Vitamina D - OssoFort - 60 Cápsulas - Katiguá

    Ômega 3 com Cálcio e Vitamina D - OssoFort - 60 Cápsulas - Katiguá

    Esgotado!
  • Cálcio de Ostras da Apisnutri você encontra para comprar na Naturemed. O Cálcio de Ostras é um suplemento mineral, fonte de cálcio biodisponível, zinco e magnésio, que desempenham papel importante no desenvolvimento e manutenção dos ossos.
    Apisnutri
    Product ID: 364
    Product SKU: 364
    Cálcio de Ostras - 60 Cápsulas - Apisnutri
    • -33% OFF
    Cálcio de Ostras - 60 Cápsulas - Apisnutri

    Cálcio de Ostras - 60 Cápsulas - Apisnutri

    Esgotado!

Cálcio

 

O Cálcio é um nutriente essencial para o bom funcionamento de toda a estrutura corporal de qualquer ser vivo. Esse é um mineral mais abundante no corpo e vital para a boa saúde com um todo, isso porque todo ser humano necessita de uma certa quantidade desse nutriente consumido, para a manutenção dos ossos e até mesmo para que haja uma boa comunicação entre o cérebro e outras partes do organismo.

 

Sendo responsável por beneficiar não apenas de toda a estrutura óssea, o Cálcio ainda possui grande ação na formação e desenvolvimento dos ossos e dentes. São inúmeras as vantagens do Cálcio: o coração, nervos e os sistemas de coagulação do sangue,precisam ativamente deste nutriente para funcionarem com eficiência.

 

Geralmente, há diversos métodos de consumo de Cálcio, especialmente quando se trata de meios para prevenção das doenças ósseas ou tratamento das mesmas. Devido ao envelhecimento, nosso corpo talvez não tenha tanta capacidade de absorver esse nutriente, sendo necessárias algumas formas de suplementação, já que a alimentação não consegue suprir.

 

Existem também, variados tipos de Cálcio. Como é um cátion bivalente de fácil eletropositividade, os ânions responsáveis pela parte negativa da molécula possuem mais reatividade, perante ao íon do alcalino terroso, que é o nosso assunto. Assim, o sal mineral pode beneficiar o corpo de variados jeitos.

 

Neste artigo, você saberá quais os alimentos são ricos em cálcio e o que pode acontecer com o seu corpo se você não tiver a quantidade adequada. Além disso, também verá o que ocorre quando consumimos o mineral, como ele age em nosso corpo, seus benefícios para o organismo, efeitos colaterais, maneiras de ingerir, contraindicações, tipos de cálcios e muito mais!


O que é Cálcio?

Sendo amplamente conhecido por ser o principal responsável a dar toda resistência e força aos ossos, o Cálcio é a fonte de manutenção das muitas células existentes do organismo. Com a maioria de sua composição concentrada em nosso corpo, são cerca de 99%,a presença nos ossos e nos dentes, tornando esse nutriente, um dos elementos mais essenciais e necessários para todo o organismo.

 

O Cálcio, juntamente com a vitamina D, o fósforo, o magnésio e as proteínas, formam uma gama de benefícios para a saúde corporal. Ele é também um nutriente bastante utilizado para prevenir deficiências que podem ocorrer no em todo o corpo, como a deficiência de vitamina B12 como também em doenças específicas da estrutura óssea, como a osteoporose.

 

Qual a função do Cálcio?

O cálcio é um sal mineral pertencente à família de metais alcalinos terrosos na tabela periódica. Nesse contexto, o cálcio é um íon bivalente com função de se conectar aos ânions livres para realizar suas atividades que causam benefício ao corpo humano, como na matriz óssea ou nas plaquetas do sangue.

 

Nos ossos, o cálcio é o mineral responsável pela estruturação do osso e seu revestimento pelo tecido ósseo. Sua principal forma de ajudar o ser humano é prevenindo de doenças que desgastam a articulação ao longo do tempo, fortificando essas estruturas e melhorando a circulação sanguínea, impedindo a formação de coágulos em excesso, ou aglomeração intensa de plaquetas.

 

Quais os tipos de Cálcio?

Os tipos de Cálcio podem ser variados, visto que o mineral representa um dos cátions mais reativos de toda a tabela periódica. O número de pessoas que se adequam ao tratamento pela suplementação de cálcio cresce cada vez mais, visto que a variedade de compostos químicos garante a extensão de produtos utilizáveis.

 

A categorização do cálcio é a principal forma de tratar um paciente de acordo com a necessidade de cálcio em determinada área do corpo. Por exemplo, se há falta de cálcio para a circulação sanguínea, usamos o produto 1. Caso haja necessidade de cálcio para fortalecer os ossos, usamos o produto com composto 2 Também é sinal de problemas nos rins, como o oxalato de cálcio. Veja a seguir, alguns tipos de cálcio existentes.

 

Carbonato de Cálcio

O que é? Carbonato de cálcio é o composto químico formado por átomos de Carbono, Oxigênio e Cálcio. Com fórmula química de CaCO3, o Carbonato de cálcio pode dar cor branca ao meio que se encontra, como os corais por exemplo. No caso da medicina, existe alguns casos específicos em que ele é indicado.Para ser formado, é preciso que tenha um íon livre de cálcio, Ca2+, com algum íon de carbonato, geralmente advindo de ácido carbônico, que é o H2CO3. Com isso, a molécula libera seu hidrogênio na forma gasosa e atrai o cálcio para a formação do carbonato de cálcio. Este composto é ingerível em cápsulas ou em pó, facilitando o consumo de pacientes.

 

Para que serve? O carbonato de cálcio pode ser indicado em diversos casos, como o aumento da necessidade de cálcio em alguns estágios da vida, como gravidez ou até mesmo a lactação. Também é usada em situações de ingestão insuficiente do sal mineral em fases de crescimento rápido, como na pré-adolescência.Ele colabora efetivamente como complemento do tratamento de osteoporose e atua como aliado na sua prevenção. Como suplemento, o carbonato de cálcio ajuda, aliado à vitamina D, em casos de raquitismo, doença extremamente perigosa para o ser humano, e na ocorrência de osteomalácia.

 

Contraindicação: Os pacientes que possuem características de hipersensibilidade ao Carbonato de Cálcio, não devem consumi-lo, visto que sua absorção pode ser prejudicial, nesse caso. Ele também não deve ser usado em casos de altos níveis de glicose no sangue, como a hiperglicemia, característico da diabetes.Carbonato de Cálcio também não deve ser utilizado por pessoas que apresentem hipertireoidismo, vitamina D mais do que o necessário, tumores cancerígenos e degradadores de minerais como metástases no osso. Altas quantidades de cálcio no sangue e insuficiência renal também são motivos para contraindicações.

 

 

Cloreto de Cálcio

O que é? O cloreto de cálcio é um composto constituído por cálcio e cloro, formando um sal que é totalmente solúvel em água, com um aspecto aquoso inclusive. Ele é utilizado para vários fins. Para produzi-lo, é preciso de uma reação que tenha cloro como íon negativo e cálcio como cátion. É uma das formas pouco conhecida de utilizar o cálcio para determinadas situações, mas que vem ganhando cada vez mais espaço em coisas que acontecem no nosso dia a dia. Sua característica é de alto ponto de fusão e ebulição, boa condução elétrica e alta diluição em solventes.

 

Para que serve? No caso da medicina, o cloreto de cálcio pode ser indicado para pessoas que precisam de hidratação ou equilíbrio hidroeletrolítico, que é a ocorrência da perda de líquidos como a água e íons de cloro ou cálcio. Isso faz com que a qualidade de vida do consumidor possa melhorar significativamente. Já em situações do nosso cotidiano, o cloreto de cálcio é usado especialmente para eliminar a presença de mofos em produtos alimentícios ou na agricultura, nos cuidados do plantio, antes da colheita. O cálcio e o cloro reagem com a parede celular dos fungos, eliminando-os de modo que não prejudicam os vegetais afetados.

 

Contraindicação e como usar? As contraindicações do cloreto de cálcio são para pacientes que apresentam hipernatremia ou hipercalcemia, doença que é caracterizada pelo excesso de cálcio na corrente sanguínea. Há também proibição para aqueles que obtiverem hiperpotassemia (excesso de potássio) e hipercloremia (excesso de cloro).O uso de Cloreto de Cálcio é feito a partir da administração intravenosa ou individual. As dosagens são muito relativas e dependem de fatores como idade, peso, condições clínicas e algumas análises laboratoriais. Por isso, é importante que realize uma consulta com um profissional da saúde, previamente a aquisição do produto.

 

 

Hidróxido de Cálcio

O que é? O hidróxido de cálcio possui a fórmula química de Ca(OH)2, sendo uma base bastante fraca. Também é denominada de Cal Apagada, consiste num sólido branco que é bem pouco solúvel na água, quase nada. Sendo assim, é usada apenas em alguns casos específicos que demanda da cristalização do composto. O hidróxido de cálcio é produzido por uma adição em reação química de cálcio, água e oxigênio. O óxido de cálcio sintetizado é unido a água, formando uma cristalização que gera bastante calor. Esse processo, geralmente é conhecido pelo nome popular de caldeamento, referindo-se a produção da cal.

 

Para que serve? Existem variadas utilidades para o uso de hidróxido de cálcio no cotidiano. Na agricultura, o composto é usado para neutralizar a acidez do solo, já que o cátion Ca2+ é extremamente efetivo para eliminar caráter ácido do meio em que se encontra. Outra utilidade é a produção de argamassa. Outros métodos de utilizar o hidróxido de cálcio é para a criação do leite de cal, destinado às pessoas que possuem alergia à lactose e tem como finalidade suprir a necessidade diária de cálcio que o organismo requer, para o funcionamento adequado. Um detalhe interessante é a participação para a fabricação de vidro.

 

Oxalato de Cálcio

Neste tópico da lista, o intuito de informação é um pouco diferente. Acima, citamos os compostos e suas qualidades. Já para o oxalato de cálcio, citaremos o perigo que sinaliza e qual é sua origem, pois pode atuar como importante indicador de problemas renais através da urina pelos seus cristais.

 

O que é? O oxalato de cálcio é um composto químico que cria cristais monoclínicos no corpo. Isto é, sólidos em formato de agulha, que servem como grande sinalizador biológico, ocorrendo em quantidades absurdas, porém diferentes, de acordo com a generalidade do ser vivo. Ou seja, o gênero de sua respectiva espécie.

Grande teor de oxalato de cálcio ocorre em plantas com gênero Oxalis. Espécies como Araceae, comigo-ninguém-pode e outras, em que forma ráfides nas folhas. Porém, também pode aparecer em quantidades pequenas em espécies, como é o caso das folhas de espinafre. Mas, o mais interessante, é que as pedras nos rins são formadas por oxalato de cálcio.

 

Como atua na saúde? O oxalato de cálcio é um importante indicador para problemas nos rins, pois as pedras que são formadas, devido à desidratação, são eliminadas pela urina do afetado pela adversidade. Sendo assim, é fácil identificar quando a pessoa está vivendo essa situação e precisa de uma cirurgia urgentemente. Por isso, os efeitos dos cristais de oxalato de cálcio, no final das contas, podem servir como visibilidade de uma instabilidade na saúde. Portanto, fique atento!

 

Para que serve o Cálcio? Como vimos, a maior parte do Cálcio presente no corpo humano está concentrado nos ossos e dentes, tornando-o essencialmente importante para o desenvolvimento, crescimento e toda manutenção dos ossos. Mas, a necessidade de Cálcio, de certa forma, varia ao longo de cada etapa da vida. Crianças, adolescentes, gestantes e idosos possuem diferentes níveis de ingestão diária deste sal mineral.

 

Os ossos estão sempre quebrando e se reconstruindo. Por isso, esse Cálcio é tão importante para esse processo. É necessário que haja maior suplementação ao longo dessas etapas, para que todos os ossos possam se reconstruir de forma adequada e continuarem fortes, garantindo melhor qualidade de vida para as pessoas que sofrem desse problema, por exemplo. 

 

Outros Benefícios do Cálcio:

Além de benefícios para a estrutura óssea, como já mencionado, destacamos aqui também os pontos positivos adicionais que são amplamente garantidas pelo Cálcio na parte sanguínea do corpo. Manter o Cálcio no sangue, por exemplo, ajuda a regular a coagulação sanguínea e diversas estruturas do sistema nervoso.

 

Podendo ainda calcular diversos outros benefícios, o Cálcio ainda participa de todo o metabolismo corporal, mas apresenta funções específicas e fundamentais. A seguir, você verá os principais motivos pela alta demanda de produtos (ou alimentos) que contêm Cálcio. São razões positivas como;

 

Contração muscular no ciclo dos batimentos cardíacos: O Cálcio pode ser vantajoso para a musculatura de diversas áreas do corpo, inclusive o coração. Ele atua favorecendo a coagulação sanguínea e melhora respostas neuromusculares, favorecendo os dois principais fatores do bom de desempenho do órgão.

 

Transmissão e regulação dos impulsos nervosos: Como acabamos de ressaltar, o Cálcio auxilia na regulação e transmissão de respostas e comandos entre regiões do corpo e cérebro. Dessa maneira, a eficiência, agilidade e até a memória são desenvolvidas.
 

Ativação de enzimas responsáveis pela digestão de gorduras e pelo metabolismo de proteínas: Essas enzimas são responsáveis por catalisar (acelerar a reação química e efetua-la em um curto período de tempo) ou romper ligações, visando aumentar a superfície de contato dos compostos para melhor absorção. Assim, o Cálcio colabora como um estímulo para o funcionamento dessas enzimas.

 

Permeabilidade das células: As células são permeáveis por terem seletividade na membrana. Não é todo composto que entra e sai da célula, devido á essa característica. Por isso, o cálcio tem como função otimizar essa seletividade, de modo que não ocorra a entrada de compostos tóxicos, como radicais livres.

 

Prevenção contra a perda óssea em mulheres na pós-menopausa: Devido a diminuição de estrogênio, muitas mulheres podem vir a perder massa óssea. Porém,suplementos de cálcio têm se mostrado bastante eficazes na prevenção dessa perda, reduzindo cerca de 1 a 2%, segundo pesquisas. A dosagem da pesquisa seguiu em torno de 1.000 mg por dia, sendo suficiente para a reposição de massa óssea.

 

Contribui para a perda de gordura: Segundo estudos, a ingestão ou suplementação de Cálcio juntamente com a vitamina D podem facilitar significativamente a perda de peso para pessoas que consomem o nutriente. O estudo descobriu que pessoas que ingeriram o suplemento perderam mais gordura corporal do que aqueles que não fizeram suplementação, e nestes dois casos em questão, todas as pessoas se mantiveram em dieta restrita.

 

Ajuda a diminuir o risco de câncer de cólon: o Cálcio, combinado com a vitamina D, pode ajudar a diminuir diversas doenças consideradas de difícil tratamento, como o câncer, nesse caso específico, o câncer de cólon. Segundo estudos, se ingeridas boas doses desse nutriente e seus derivados, como leite, os riscos da manifestação desse câncer podem ser reduzidos. 

 

Deficiência do Cálcio:

A deficiência do Cálcio pode ocorrer quando não se tem uma adequada ingestão e absorção desse mineral, o que pode levar a problemas sérios da saúde óssea. O excesso de perda de cálcio também pode agravar uma perda natural do nutriente nos ossos, levando a redução da mineralização óssea.

 

Outras condições que podem surgir são o raquitismo e a osteoporose com a falta de vitamina D, a absorção intestinal de cálcio pode ser prejudicada, tornando os ossos cada vez mais fracos, flexíveis e predispostos à deformidade. Dessa forma, vê-se a importância do sal mineral em nossas vidas.

 

Quais as formas de uso e como tomar Cálcio?

Para encontrar o cálcio, não é uma tarefa muito difícil. Existem variados jeitos de consumir o sal mineral, que é presente me diversas fontes. Mas onde encontrar o Cálcio? O Cálcio pode ser encontrado especialmente em lojas de produtos naturais, onde existem manipulados com o sal mineral, como principal ingrediente do composto ou como complementação.

 

As formas que o Cálcio é disponibilizado no mercado são por meio do pó, da suplementação e claro, os alimentos. Sobre como tomar, veremos detalhadamente a seguir, que cada dosagem pode depender de uma série de fatores. Sobre a melhor forma de consumir, também observaremos que dependerá da necessidade de cada um. Veja;

 

Alimentação: Por não ser produzido pelo organismo, é preciso que o cálcio seja introduzido na alimentação. As principais fontes de cálcio na dieta são leite, laticínios e outros alimentos ricos em cálcio, como peixes com ossos comestíveis (por exemplo, sardinha e anchova), feijão, espinafre, agrião e brócolis.Coalhada, hortaliças, salsa, grão de bico e amêndoas também fornecem cálcio para o organismo.

 

Cápsulas: A biotecnologia atual e seus avanços, tem se mostrado bastante eficiente e útil para a humanidade, principalmente a respeito da capacidade de criar cápsulas com os nutrientes necessários para cada tipo de situação, visando maior praticidade e melhor absorção do organismo.

 

Pensando nisso, as cápsulas de cálcio são fabricadas para os pacientes que necessitam de uma absorção maior, por causa de doenças que alteram a maturidade óssea do corpo. O Recomendado é buscar uma consulta profissional, com intuito de reconhecer as reais dosagens precisas, pois cada corpo possui uma especificidade nesse assunto.

 

Em pó: O cálcio também pode ser utilizado em pó, com intuito de oferecer mais facilidade de ingerir, por meio da diluição em líquidos, como a água, ou para fazer pastas de massagens em articulações afetadas pela ausência do sal mineral. Geralmente, para o preparo, recomenda-se 2 colheres de chá para cada quantidade de solvente. Entretanto, novamente faz-se a importância das consultas por um nutricionista.

 

Quais os efeitos colaterais e contra-indicação?

O uso de cálcio pode ser bastante benéfico para seus usuários. Entretanto, precisa ser na medida certa. Caso contrário, efeitos colaterais podem ocorrer, como: Dor abdominal, excesso de gases, prisão de ventre, dificuldade de digestão, náuseas, diarreia e aumento da quantidade de urina.

 

Já as contraindicações do cálcio podem ser para pacientes que estejam com hipersensibilidade aos membros da composição do produto usado, que possuem altos níveis de cálcio no sangue, eliminam cálcio pela urina de maneira abundante, com sarcoidose, problemas nos rins ou tireoide. Grávidas e mulheres que estão em fase de amamentação, devem usar sobre prescrição médica.

Blog Naturemed